Você sabia que a demanda agregada corresponde ao total de bens e serviços na economia que será adquirido a todos os preços possíveis?

É por isso que ela impacta diretamente no desenvolvimento econômico dos países. 

Ficou interessado(a) em saber mais sobre como a demanda agregada funciona e como é determinado o seu cálculo?

Então, fica ligado(a) nesse artigo que será abordado por meio dos seguintes tópicos:

  • O que é a demanda agregada?
  • Como calcular a demanda agregada?
  • Equilíbrio com a oferta agregada.

 

Mas, antes, que tal você conferir o nosso curso de Formação Empreendedora?

Nele, você será capaz de compreender melhor o ambiente de mudanças no mundo VUCA, identificar oportunidades e chances de melhoria, definir propostas de valor para seu negócio e muito mais!

Não perca tempo e clique no botão abaixo para saber mais!

Curso de Formação Empreendedora

Agora que você já acessou o nosso curso, vamos descobrir o que é, de fato, a demanda agregada?

Então, vamos lá!

 

O que é a demanda agregada?

 

A demanda agregada é um termo da macroeconomia que representa a demanda total de bens e serviços da economia a um determinado nível de preços.

Mas, como assim?

Bem, a demanda agregada é a soma de toda a demanda dos agentes econômicos de um país. Entre esses agentes temos: empresas, governo, consumidores, exportadores e importadores.   

Segundo a perspectiva Keynesiana, é a demanda agregada que determina a quantidade de produtos e de serviços vendidos na economia. 

Assim sendo, a demanda agregada não é estável e pode mudar a qualquer momento, por causa dos fatores que você irá conferir no próximo tópico!

 

Como calcular a demanda agregada?

 

Como você viu, a demanda agregada é a soma da demanda dos agentes econômicos. 

Portanto, para você calcular a demanda agregada, você deve somar os seguintes fatores:

Demanda Agregada = Investimentos + Gastos de consumo privado + Gastos do Governo + Exportações

 

Investimentos

São as aquisições de equipamentos e máquinas pelas empresas e aumento proposital de estoques

Os investimentos podem ser alterados por causa de uma série de fatores, entre eles: a oscilação da taxa de juros, as especulações sobre o crescimento econômico, a criação de novas tecnologias, entre outros.

 

Gastos de consumo privado

São os gastos individuais como alimentação, vestuário, lazer, entre outros. O consumo pode ser alterado por diversas causas como oscilações na renda disponível, expectativas na renda futura e impostos.

 

Gastos do Governo

Representam os gastos da administração pública como salários e aquisições de bens e de serviços.

Os gastos do governo são diretamente impactados pela influência política.

 

Exportações

Representam as vendas de bens e de serviços para os outros países.

Seus níveis podem se alterar de acordo com preços e taxas das economias envolvidas.

 

Como você deve ter percebido, são esses 4 componentes que dão forma ao PIB, produto interno bruto.

Por outro lado, a demanda agregada e o PIB não são a mesma coisa.

Ao mesmo tempo que o PIB representa o produto de bens e de serviços que um país produz, a demanda agregada representa a procura e o desejo dos consumidores por esses produtos.

Agora você vai entender qual é a relação, de fato, entre a demanda e a oferta agregada.

 

Equilíbrio com a oferta agregada

 

Juntamente com a oferta agregada, a demanda busca encontrar um equilíbrio de longo prazo. 

Nesse equilíbrio, procura-se balancear o PIB real e que os níveis de preços satisfaçam os consumidores e os vendedores.

Portanto, para se ter o equilíbrio da economia, é necessário que a demanda agregada se iguale com a curva de oferta agregada. 

Assim, a quantidade demandada de produtos será igual a quantidade ofertada. 

 

Pronto(a) para alçar novos voos?

 

Agora que você sabe tudo sobre a demanda agregada e como ela pode ser estratégica para o desenvolvimento econômico de um país, eu tenho uma super dica para você!

Por meio do nosso curso de Gestão Financeira e Análise de Investimentos, você vai ter a oportunidade de saber mais sobre como calcular, interpretar e utilizar indicadores a favor da empresa nos processos de tomada de decisão

Além disso, você será capaz de fazer um planejamento financeiro e orçamentário e, ainda, uma gestão de custos!  

Não deixe essa oportunidade passar, é só clicar no botão abaixo para saber mais sobre o curso!

Curso de Gestão Financeira e Análise de Investimentos