Pode-se dizer que em essência, a precificação de produtos é um dos elementos mais básicos de qualquer tipo de negócio.

Afinal de contas, se você quer vender algo, precisa saber exatamente por qual valor deve ser vendido. Caso contrário, você correrá sérios riscos de perder dinheiro.

E, até aí tudo bem, já que a maioria dos empreendedores sabem dessa necessidade de precificar.

Entretanto, é comum ver muitos erros sendo cometidos nesse assunto, principalmente pelo fato dos empreendedores possuírem muitas dificuldades na hora de levar em conta todos os aspectos que podem influenciar a precificação do seu produto.

Então, para te ajudar na precificação de produtos, neste artigo vamos tratar disso seguindo os tópicos:

  • Importância da precificação de produtos;

  • Como fazer a precificação de produtos;

  • 5 Dicas para a precificação de produtos;

  • E agora, o que mais influencia nos seus negócios?

 

Importância da precificação de produtos para o seu negócio

 

Uma má precificação pode acabar extinguindo o seu lucro e colocando o seu negócio em uma posição muito desconfortável em relação ao fluxo de caixa. Justamente por isso, é extremamente necessário que você aprenda a precificar o seu produto da forma certa.

Uma vez que você já esteja ciente dessa grande importância, precisamos falar de uma maneira um pouco mais detalhada sobre os aspectos que fazem da precificação de produtos algo essencial.

Listamos aqui 4 destes aspectos, que são:

  • Sobrevivência do negócio;

  • Maximização de lucros;

  • Maximização de faturamento;

  • Crescimento em vendas.

Mas, antes de entender mais sobre cada um deles, você deve ter em mente que para para fazer uma boa precificação de produtos você deve saber ter o controle e saber gerenciar os recursos financeiros da sua empresa.

Ainda não sabe muito bem sobre finanças? Fica tranquilo que essa é uma ótima oportunidade para você conhecer nosso curso GRATUITO de Fundamentos Essenciais da Gestão Financeira!

Neste curso você vai aprender noções de contabilidade, além de conhecer os erros mais comuns da gestão financeira! 

Então, clique no botão abaixo e conheça mais sobre o curso:

 

Curso Gratuito Fundamentos Essenciais da Gestão Financeira

 

Agora que você já pode ter uma base de conhecimento sobre finanças, vamos falar mais sobre os quatro aspectos que destacam a importância da precificação de produtos para o seu negócio!

 

Sobrevivência do negócio

Estamos em um mercado cada vez mais competitivo, e é inegável que o preço possui sim uma parcela muito grande de importância no momento da escolha do consumidor sobre aquilo que ele vai comprar.

Em outras palavras, o preço do seu produto irá ter uma relação direta com a quantidade que é comprada pelo mercado.

Claro, existem casos e casos, tanto é que existem produtos de valor elevado que possuem uma ótima saída.

De qualquer forma, o ponto principal ainda não é esse.

A grande questão é que sem uma precificação adequada você jamais conseguirá definir um preço adequado para o seu produto ou serviço, e isso fará com que o seu negócio esgote seus próprios recursos rapidamente.

Então, se você quer sobreviver no mercado e prosperar, a precificação vai ser uma arma muito importante.

 

Maximização de lucros

Uma boa precificação te ajudará a encontrar um preço de venda capaz de maximizar seus lucros.

E isso não quer dizer que para fazer isso você terá que elevar o seu preço de forma excessiva, já que isso além de ser altamente injusto com seus consumidores, fará com que eles parem aos poucos de comprar de você.

Seja como for, a maximização dos lucros dará a você mais caixa, que pode ser usado para:

 

Maximização de faturamento

Muita gente acaba confundindo as duas coisas, mas é importantíssimo ressaltar que a maximização de faturamento em nada tem a ver com a maximização do lucro.

Afinal, mesmo tendo um ótimo faturamento, a empresa pode acabar não encontrando o seu ponto de equilíbrio, e dessa forma não conseguirá lucrar.

Esse é o caso de empresas como Nubank, Uber, Tesla.

Embora sejam grandes empresas, elas não visam aferir lucro, mas sim aumentar ao máximo o seu faturamento, já que esse é um indicativo de que elas estão cobrindo uma parte cada vez maior do mercado.

Se o seu principal objetivo for cobrir uma área maior do mercado, essa certamente pode ser a melhor estratégia que você poderia adotar.

Nesse contexto, será necessário realizar uma precificação um pouco menos agressiva, mantendo um preço mais acessível para as massas.

 

Crescimento em vendas

Através de uma estratégia de precificação inteligente você pode acabar conseguindo aumentar muito o seu crescimento em vendas.

Para que isso aconteça, o preço do seu produto precisará estar totalmente compatível com o público para o qual ele é direcionado.
Se esse alinhamento for feito da forma certa, o ímpeto de comprar por parte dos consumidores será muito maior, já que eles olharão esse preço como justo, pois está de acordo com a percepção de valor que eles possuem do seu produto.

E agora que você já entendeu a grande importância que a precificação possui, vamos dar uma olhadinha em como se faz uma precificação correta!

 

Como fazer a precificação de produtos

 

Na hora de fazer a precificação de um produto é preciso somar todos os custos que você teve para que cada unidade do produto ou serviço fosse produzida, adicionar uma margem para os impostos que serão cobrados, e adicionar sua margem de lucro.

Isso parece ser relativamente fácil, afinal, não são muitos passos necessários.
Todavia, dependendo do seu negócio, isso pode se tornar algo muito difícil, principalmente quando estamos falando de negócios que envolvem transformação de matéria-prima.

Nesse tipo de negócio acaba sendo necessário estimar uma série de valores e fatores, que muitas vezes podem passar despercebidos, influenciando negativamente o preço do seu produto.

Portanto, é fundamental que a hora de fazer a precificação você leve em conta fatores como:

  • Margem de Lucro;

  • Volume de Vendas;

  • Margem de contribuição;

  • Custo Fixo ( Custos que não são afetados pela produção, como aluguel de fábrica, salários);

  • Custo Variável ( Custos influenciados pela produção, como por exemplo, Matéria-Prima, Embalagens, Impostos);

  • Despesas.

Fazendo isso você terá uma noção muito mais completa sobre o panorama geral da sua organização e poderá precificar o seu produto com uma precisão elevada.

E por fim eu quero te trazer algumas dicas que certamente podem te ajudar muito nesse aspecto, fazendo com que a precificação deixe de ser um problema para você.

São 5 dicas que foram elaboradas com base em experiências práticas de mercado e que vão se adaptar perfeitamente a sua situação.

 

5 Dicas para precificar produtos 

Veja agora 5 dicas matadoras para conseguir precificar produtos:

 

1- Leve em consideração todos os custos

Você não pode pensar que a sua precificação pode ser feita de qualquer forma, adicionando apenas os custos que você encontrou mais facilmente.

Embora fazer isso seja muito mais simples, é preciso entender que dinheiro é dinheiro, e que por mais que esses custos não estejam sendo mapeados, eles ainda vão continuar a existir.

Então se você está querendo realizar uma boa precificação de produtos, leve em conta todo e qualquer tipo de custo que possa de alguma forma estar relacionado a esse produto em específico, como por exemplo:

  • Luz;

  • Água;

  • Maquinário;

  • Mão de obra;

  • Impostos;

  • Aluguel da fábrica rateado por unidades;

  • Embalagens;

  • Marketing;

  • Entre outras;

 

2- Pesquise os preços da concorrência

Não, o objetivo aqui não é fazer com que você entre em uma guerra de preços com a sua concorrência, ou que você copie os seus preços e ponto final.

De fato, a segunda dica de precificação de produtos é analisar os preços praticados pela sua concorrência e isso está em um âmbito muito mais estratégico do que você poderia imaginar.

O grande foco aqui está em conseguir perceber se existe uma grande lacuna entre o seu preço final e o preço que está sendo praticado pelas outras empresas.

Se você possui um preço muito mais baixo, possui também em mãos uma grande vantagem competitiva.  

Já se possui um preço mais elevado, precisará repensar o seu produto, modificando as estruturas internas de produção da sua empresa ou até mesmo posicionando o seu produto de outra maneira no mercado.

 

3- Defina uma margem de lucro

Você precisa trabalhar com uma Margem de Lucro específica, pois caso contrário, dificilmente irá ter bons resultados.

Não tenha medo de lucrar.

Posicione o seu produto com um preço que seja justo, mas sempre leve em conta a sua margem de lucro, já que será através dela que sua empresa terá uma boa saúde financeira e poderá se expandir futuramente.

 

4- Alinhe a precificação com as estratégias de marketing

Um dos maiores gênios do empreendedorismo foi Henry Ford, que através do seu sistema de linha de produção conseguiu revolucionar o mercado automobilístico.

Entretanto, a maioria das pessoas acredita que Ford foi um gênio da produção, quando na verdade, ele foi um gênio do Marketing.

Sua estratégia era conseguir produzir um carro a um custo ridiculamente barato, para poder vendê-lo a um preço mais acessível.

Portanto, seu foco não estava inicialmente na produção, mas sim na sua proposta de valor. A linha de montagem, o Fordismo, tudo isso foi uma consequência de uma estratégia inicial de precificação.

Você pode fazer a mesma coisa com o seu negócio, definindo uma estratégia clara e então a seguindo, remodelando tudo a sua volta para conseguir entregar sua proposta de valor!

 

5- Conheça muito bem o seu público

Ao conhecer bem o seu público será possível precificar o seu produto de uma forma que seja lucrativa para você e agradável para o seu público.

Porém, para que essa precificação baseada nos consumidores seja feita, tanto empresa quanto pessoas devem estar perfeitamente alinhados.

Um grande exemplo desse tipo de estratégia é a própria Apple.

Apple conhece muito bem o seu posicionamento no mercado e também o seu público, e por conta disso não tem medo algum de fixar preços mais altos que toda a sua concorrência.

O preço é a última coisa que uma pessoa olha quando vai comprar um Iphone, por exemplo.
Talvez o seu produto tenha tanto valor agregado que também possa se pautar nesse tipo de estratégia, possibilitando que você tenha uma margem ainda mais alta!

 

E agora, o que mais influencia nos seus negócios?

 

Após ter acesso a este conteúdo, você já obteve uma grande preparação para poder montar um negócio de sucesso.
Afinal, você possui total capacidade de precificar o seu produto corretamente, e isso por si só te dará uma grande vantagem.

Contudo, para que você realmente possa ter sucesso, e necessário saber como empreender.

E para que você saiba como fazer isso, nós criamos um curso dedicado especialmente a esse propósito.

Nosso curso de Formação Empreendedora irá te ensinar um passo a passo para que você consiga tirar o seu negócio do papel e transformá-lo em uma empresa altamente lucrativa!

Para saber mais, tudo o que você precisa fazer é clicar no botão abaixo:

 

Curso de Formação Empreendedora