O processo de escolha de um curso e uma universidade pode ser bem complicado. São muitos fatores determinantes e muitas dúvidas sobre o processo. Afinal, 5 anos estudando um assunto que não te agrada não parece uma boa opção, não é mesmo?

Como são muitas as alternativas e algumas bem diferentes das tradicionais, é bom começar cedo a pesquisa para acabar com seus questionamento sobre o assunto.

Nesse artigo, você vai conhecer sobre o curso e a profissão de Engenharia de Minas, como ela atua, seu papel na sociedade e até mesmo o salário do profissional. Vamos nessa?

 

O que é Engenharia de Minas?

 

Bom, vamos começar partindo do princípio que a Engenharia de Minas não é uma engenharia sobre o estado de Minas Gerais. Se você possui essa informação, já está ótimo...

Mas até que tem um pouco a ver com essa história. A Engenharia de Minas é justamente o ramo da engenharia que estuda tecnologias e métodos de aproveitamento de alguns recursos oferecidos pela terra, os minérios.

E onde eles se encontram? Ora, nas minas! O nome do estado Minas Gerais foi dado pela grande quantidade e variedade de minas que ele possuía e ainda possui.

Mas é claro que a exploração dos minérios se estendeu por outros estados, se tornando uma atividade muito importante para a economia do país.

Sendo assim, a Engenharia de Minas compreende atividades de lavra (extração de minérios) e prospecção de recursos minerais (que podem ser minérios, águas minerais e hidrocarbonetos), além dos processos de tratamento e refinação dos mesmos.

 

 

Curso de Engenharia de Minas

 

A grade da Engenharia de Minas possui em sua base disciplinas da Matemática, Química, Desenho, Computação e Física (mais voltada para a Mecânica). Ainda sim, as matérias mais específicas do curso já aparecem bem no começo, como:

 

  • Mineralogia

  • Aproveitamento Sustentável de Recursos Naturais

  • Geologia

  • Petrografia

  • Prospecção de Depósitos

 

Logo, após dois anos de curso, aparecem outras disciplinas mais aprofundadas, a exemplo:

 

  • Desenho de Mina

  • Geologia de Engenharia e Hidrogeologia Aplicada

  • Condicionamento de Mina Subterrânea

  • Avaliação Econômica de Projetos de Mineração

  • Integração Mina-Usina

 

Há também, ao final do curso, o estágio obrigatório supervisionado e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Lembrando que, as nomenclaturas e cargas horárias das disciplinas podem mudar de instituição para instituição. No caso, utilizei a grade do curso de Engenharia de Minas da UFMG.  

 

Softwares que auxiliam a Engenharia de Minas

 

Na Engenharia de Minas, a utilização de softwares e ferramentas é essencial para criação, desenvolvimento e implantação dos projetos, para que toda a realização seja segura e eficiente.

São utilizados softwares para análise de dados e gráficos, processamento de imagem, projetos de 2D e/ou 3D e Sistemas de Informações Geográficas (SIG), entre outras atividades. Por exemplo:

 

  • Minitab: software de análise estatística de dados, utilizado em diversos âmbitos, principalmente ligado à gestão. Oferece ferramentas como Diagrama de Pareto, Histograma e Capabilidade do Processo (se deseja fazer um curso gratuito de Minitab da Voitto, clique aqui!)

  • Inkscape: software de processamento de imagem de código aberto voltado para criação e manipulação de objeto, oferecendo diversas ferramentas para criação de projetos.

  • AutoCAD: o software AutoCAD reúne ferramentas que ajudam no desenvolvimento de desenhos técnicos, usado em projetos de hidráulica, sistemas elétricos e estruturas.

  • QGIS: é uma multiplataforma de sistema de informação geográfica (SIG) que permite a visualização, edição e análise de dados georreferenciados. Apresenta diversas ferramentas e um código aberto para programação de acordo com as necessidades do usuário.

 

Áreas de atuação

 

Depois de formado, são várias as áreas em que o engenheiro de minas poderá trabalhar. No geral, elas compreendem as diversas atividades voltadas para a mineração e todo entorno que elas impactam.

 

Prospecção

 

O trabalho de prospecção se dá junto a geólogos, com objetivo de encontrar novos depósitos minerais.

 

Lavra

 

A lavra se trata da atividade de extração de minérios. Sendo assim, essa área é voltada para o planejamento e supervisão da exploração das minas.

 

Beneficiamento

 

Nessa área o profissional deve acompanhar todos os processos de tratamento de minérios que são feitos. Também é necessário que ele desenvolva métodos para diminuir o impacto gerado pela atividade de extração dos recursos minerais no meio ambiente.

 

Recuperação Ambiental

 

O profissional de Engenharia de Minas é responsável também por projetos de recuperação ambiental após atividades humanas ou acidentes, como o da barragem da cidade de Mariana, por exemplo.

Cabe a ele restabelecer as características naturais do lugar atingido e devolver o equilíbrio de todos os processos que antes atuavam no local.

 

Economia mineral

 

Essa área trata da realização de análise de viabilidade técnica e econômica dos projetos de mineração, estudos mercadológicos e de política mineral. Aqui, o engenheiro de Minas também pode atuar em empresas de consultoria.

 

Mecânica das Rochas

 

Essa categoria realiza a caracterização geomecânica dos minerais, estuda suas aplicações e sua influência nas estruturas e instalações.

 

Infraestrutura

 

O engenheiro participa de projetos de infraestrutura de diversas obras, como as redes de ar comprimido, ventilação e esgoto em explorações minerais.

Também pode trabalhar em infraestruturas de saneamento, distribuição de água e condutas de gás.

 

Abertura de vias subterrâneas

 

É responsabilidade do profissional de Engenharia de Minas encontrar os melhores métodos, que causam menor impacto, para extração de água subterrânea e minerais.

 

Pesquisa e Desenvolvimento

 

Finalmente, a área de pesquisa e desenvolvimento compreende a criação de novas tecnologias para otimizar e potencializar os processos de todas as atividades de mineração.

 

Engenharia de Minas na sociedade

 

A mineração é uma atividade com grande relevância na economia do país e participa de uma parcela considerável do PIB brasileiro. Isso acontece pois os produtos provenientes da mineração estão presentes em diversas categorias.

Por exemplo, no âmbito da construção civil, a mineração fornece ferro, cimento, areia, brita, entre outros componentes que são essenciais para construção de moradias e outras estruturas.

Na agricultura, minerais como fósforo e potássio constituem os fertilizantes que são necessários nas lavouras.

Com essas e mais outras aplicações, o minério se faz necessário em grandes quantidades e variedades. Sendo assim, a geração de empregos é outro fator a se destacar como consequência dessa atividade.

A legislação ambiental faz grandes exigências quanto a atuação consciente do profissional em relação à redução do impacto da exploração de recursos minerais sobre o meio ambiente.

 

Universidades que oferecem a Engenharia de Minas

 

Mas, para poder atuar no mercado de trabalho como você acabou de ver, é preciso antes se graduar, né? E de preferência em uma boa universidade. No site do Ministério da Educação (MEC), as faculdades que oferecem Engenharia de Minas com maior conceito, são:   

 

 

Como avaliação, levei em consideração a nota do ENADE disponibilizada pelo portal e-MEC, onde essas instituições obtiveram as notas mais altas (4 de 5).

Porém, você pode acessar também o portal para encontrar uma instituição mais perto de você e que melhor lhe atenda (no site, vá em Consulta Textual).

 

Salário

 

Agora que você já sabe tudinho sobre a profissão de Engenharia de Minas e com certeza está super interessado na profissão (já que chegou até aqui!), está na hora de descobrir sobre o salário do engenheiro de minas.    

No Brasil, a Lei 4.950/A, de 22 de abril de 1966 dispõe sobre salário mínimo dos profissionais de Engenharia, Arquitetura, Química e Agronomia:

 

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos

  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos

  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos

 

Mas é claro que os valores de salários podem variar entre as empresas por todo o país. Isso pode acontecer porque devemos levar em consideração o porte da empresa, a região onde ela se localiza e também o grau de experiência do contratado.

Nas empresas, os níveis relacionados à engenharia são:

 

  • Trainee: até 2 anos no cargo;

  • Júnior: de 2 a 4 anos;

  • Pleno: de 4 a 6 anos;

  • Sênior: de 6 a 8 anos;

  • Master: mais de 8 anos.

 

Para conseguir uma média salarial nacional, o site $alário.com.br realizou uma pesquisa com 370 salários de amostra. O resultado encontrado foi, com uma carga horária de 41 horas semanais, o valor de R$ 9.337,55.

A faixa salarial mostrada pelo site fica entre R$ 6.629,66 e R$ 20.545,05. Porém, fui à procura de valores oferecidos por empresas reconhecidas no blog Love Mondays (outra fonte que também uso para pesquisa de salários) e o resultado foi:
 

  • Vale: R$ 7.115,00

  • ArcelorMittal: R$ 12.200,00

  • Samarco: R$ 10.200,00

 

Fique ligado!

 

 

Se a Engenharia de Minas realmente te interessou, não deixe de correr atrás dessa carreira! Agora que você já conhece tudo sobre o curso e a profissão, está muito mais perto de fazer essa escolha sobre seu futuro.

Mas, se está com dúvidas ainda, não se preocupe! Dá uma olhada na nossa série de engenharias para ficar por dentro das melhores opções para sua carreira.

Ah, e comenta o que você achou do artigo e como vem sendo sua experiência na escolha de uma profissão, o seu feedback é muito importante para nós!

 

Dica Bônus

 

Essa é pra quem realmente já está pensando no futuro e já quer começar a se organizar! O curso de Introdução ao Excel vai iniciar a sua capacitação e te oferece ferramentas que podem te auxiliar a estruturar seu horário de estudo.

 

 

Assim, fica mais fácil para você se preparar e também para entrar com tudo no curso de engenharia que escolher!