Com o avanço da tecnologia, a criação de novos cursos é inevitável para acompanhar e atualizar as necessidades da indústria e até mesmo da vida cotidiana. Nesse meio, a Mecatrônica, tanto no ensino superior, quanto no técnico, auxilia em diversas áreas, sendo um ponto alto no mercado de trabalho.

O curso de Engenharia Mecatrônica abrange diferentes setores dentro das engenharias, conciliando conhecimentos de mecânica, eletrônica, computação e automação, além de apresentar disciplinas de matemática e gestão, tornando o engenheiro mecatrônico um profissional completo.

Portanto, neste artigo você poderá esclarecer suas dúvidas sobre a graduação em Engenharia Mecatrônica, sua área de atuação e como ela impactou nossas vidas. Vamos lá?

 

O que é Engenharia Mecatrônica?

 

Também conhecida como Engenharia de Controle e Automação, a Engenharia Mecatrônica é a prática e o estudo das novas tecnologias e ferramentas ligadas às áreas da mecânica, eletrônica e computação. Mas se você já viu o filme Transformers, já tem uma ideia de como a Engenharia Mecatrônica pode ser utilizada!

 

 

Como estudante da área, posso te afirmar que quando descobrem que você cursa Engenharia Mecatrônica, a primeira pergunta que te fazem é… “Já construiu seu robô?”.

Porém, para construir um carrinho de brinquedo ou um Optimus Prime, é necessário muito estudo e dedicação nas matérias teóricas e práticas da grade.

Cada instituição que oferece o curso, disponibiliza a grade com as matérias e nomenclaturas que julga mais adequadas. Mas, no geral, além das disciplinas da área da matemática que são obrigatórias nos cursos de exatas (como os Cálculos intermináveis, Geometria Analítica e Álgebra Linear), aqui vão algumas das quais você provavelmente enfrentará se optar pela Engenharia Mecatrônica:

 

  • Controle Linear e Discreto

  • Eletrônica Analógica e Digital;

  • Gestão dos Sistemas de Produção;

  • Hidráulica e Pneumática;

  • Instalações Elétricas;

  • Instrumentação I e II (Estudo de sensores e amplificadores);

  • Mecânica dos Fluídos;

  • Processos de Fabricação Mecânica;

  • Robótica.

 

Além disso, temos ao final do curso o estágio obrigatório e o trabalho de conclusão de curso (TCC).

 

Softwares na Engenharia Mecatrônica

 

Dentro de um curso que trata-se de tecnologia como a Engenharia Mecatrônica, o que não pode faltar são softwares para ajudar o aluno, e posteriormente o engenheiro mecatrônico, a desenvolver projetos e solucionar problemas. Vou listar 5 programas que são poderosas ferramentas para você desenvolver e implantar projetos, profissionais ou acadêmicos!

 

  1. Matlab: o Matlab é um software de desenvolvimento que pode ser aplicado para diversos fins. Apresenta interfaces que permitem resolver, analisar e simular vários problemas na área da engenharia, utilizando linguagem própria, não muito diferente da C/C++, além da linguagem de blocos (Simulink).

 

  1. SolidWorks: o SolidWorks foi criado para facilitar a vida de engenheiros e projetistas. Ele possibilita não só a criação (em 2D e 3D) de peças, como também a simulação de resistência, durabilidade e diversas outras características, facilitando e muito o desenvolvimento do produto.

 

  1. Proteus: o Proteus é um programa que irá auxiliá-lo na simulação de circuitos eletrônicos. Possui ferramentas com as quais você poderá montar esquemas virtuais e fazer testes, para saber quais os tipos de componentes devem ser usados e se funcionam daquela maneira, tornando mais fácil a montagem do circuito real!

 

  1. FluidSIM: o FluidSIM é um software muito utilizado para a criação e simulação de sistemas eletropneumáticos e eletrohidráulicos. É muito utilizado nas engenharias Mecânica e Mecatrônica por conseguir fazer testes apenas ligando os componentes desejados.

 

  1. LabVIEW: o LabVIEW é uma plataforma de desenvolvimento que proporciona a integração virtual de hardwares, permitindo processamento de sinais, análises de dados e muito mais. Oferece uma gama de ferramentas e componentes para realizar seu projeto.

 

Áreas de atuação da Engenharia Mecatrônica

 

Uma gama de possibilidades é oferecida ao engenheiro mecatrônico no mercado de trabalho, devido a sua formação em diversas áreas durante a graduação. Sendo assim, ele pode atuar em inúmeros setores dentro da empresa, sendo capaz de projetar sistemas automatizados e de controle e programando robôs dentro da linha de produção.

Dentro do ramo da produção de tecnologias, um ponto importante onde o engenheiro mecatrônico pode atuar é na manutenção de máquinas e equipamentos. Além de realizar a manutenção corretiva e preventiva, ele avança cada vez mais em tecnologias que otimizam a manutenção preditiva.

Porém, a programação de computadores e criação de robôs ainda é destaque quando se trata de Engenharia Mecatrônica, desenvolvendo sistemas de automação e projetos na área de inteligência artificial.

Portanto, qualquer indústria, sendo de pequeno, médio ou grande porte, que queira se adequar ao mercado atual, deverá convocar um engenheiro mecatrônico para sua equipe.

Com tantos ramos dentro de uma mesma profissão, o ideal é que o graduando ou recém-formado passe por programas de estágios e trainees para saber com qual campo possui mais aptidão.

 

Onde a Engenharia Mecatrônica atua na sociedade?   

 

Podemos dizer que a Engenharia Mecatrônica está intimamente ligada à tecnologia da informação e à Indústria 4.0, modernizando e automatizando as linhas de produção. Mas onde ela pode impactar no nosso dia a dia? Da mesma forma que nas grandes indústrias, a Engenharia Mecatrônica serve para facilitar nossas vidas e vem fazendo isso muito bem.   

Já existem tecnologias que permitem que um médico atenda, faça exames e até opere pacientes a quilômetros de distância. Em casos que o paciente precise de um tratamento específico e não possua em sua localidade, a integração dos robôs à medicina é um ponto crucial para a resolução de problemas, e será cada vez mais comum nos próximos anos.

Outra aplicação da Engenharia Mecatrônica que vem sendo muito utilizada, é o drone. Ele consegue alcançar distâncias e fazer trabalhos que seriam totalmente arriscados para os seres humanos, como apurar e realizar reparos em locais submersos e até em linhas de transmissão de energia, além de capturar imagens que podem servir para sistemas de segurança.

Porém, até mesmo na sua própria casa a automação pode estar presente. Eletrodomésticos que ligam e desligam com apenas um toque no celular para que estejam funcionando até mesmo com você longe de casa, sensores que detectam a presença de alguém e podem ativar o sistema de segurança, apagar e acender a luz com um movimento, são alguns exemplos de tecnologias do nosso cotidiano.

 

Universidades que oferecem Engenharia Mecatrônica

 

Se você se interessou pela Engenharia Mecatrônica e deseja saber onde fazer esse curso, vai aqui uma lista de 9 Universidades que oferecem essa engenharia do futuro de forma gratuita e certificadas pelo Ministério de Educação (MEC):

 

 

Se você deseja um curso 5 estrelas, a USP (Universidade de São Paulo) oferece tanto no Campus de São Paulo, quanto no de São Carlos, de acordo com o Guia do Estudante.

 

Salário do engenheiro mecatrônico

 

Agora que você já sabe o que essa engenharia faz e quais as principais Universidades que a oferecem, é bom conhecer um pouco sobre o salário do engenheiro mecatrônico, não é mesmo? Contudo, apesar da Lei 4.950/A, de 22 de abril de 1966, especificar o salário mínimo dos profissionais de Engenharia, há bastante divergência entre os valores salariais oferecidos pelas indústrias no Brasil.

Pela Lei mencionada: 

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos

  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos

  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos

 

Segundo o blog Love Mondays, a média salarial é de R$ 6.714,00 por mês, numa faixa que vai de R$ 2.059 à R$ 15.000, segundo os engenheiros que participam do blog e disponibilizaram os valores referentes aos seus salários. Algumas das grandes empresas listadas e seus respectivos salários: 

  • Renault: R$ 15.100,00
  • Odebrecht: R$ 8.800,00
  • Ford: R$ 8.800,00

Como na maior parte das Engenharias, as vagas e salários de Engenharia Mecatrônica acompanham o crescimento econômico do país. Porém, como se trata  de um ramo tecnológico, ela vem ganhando cada vez mais espaço no mercado de trabalho.

 

Pronto para construir seu Bumblebee?

 

 

Como você pôde perceber, a Engenharia Mecatrônica não é mais coisa só de filmes e vem revolucionando a indústria e nossas vidas.

Mas, e ai? Conseguiu tirar suas dúvidas sobre a profissão e o curso de Engenharia Mecatrônica? Comente as suas experiências e expectativas sobre a engenharia do futuro!  

Espero que não demore muito para que cada um tenha (ou construa) seu próprio Autobot!

Contudo, se você ainda está na dúvida sobre sua carreira, nos dê seu feedback e acompanhe a nossa série de Engenharia que sai toda semana que no blog!

 

Dica Bônus

 

Essa é pra quem realmente já está pensando no futuro e já quer começar a se organizar! O curso de Introdução ao Excel vai iniciar a sua capacitação e te oferece ferramentas que podem te auxiliar a estruturar seu horário de estudo.

 

 

Assim, fica mais fácil para você se preparar e também para entrar com tudo no curso de engenharia que escolher!