Quem nunca selecionou aquela playlist no Spotify para ouvir com a galera no churrasco de domingo? Ou postou um story no Instagram mostrando a música que você está ouvindo?

Apesar de ter chegado no Brasil apenas em 2014, o Spotify caiu nas graças dos usuários se tornando rapidamente popular.

Se você quer saber tudo sobre como surgiu essa startup, que é maior do mundo em seu segmento, continue conosco neste artigo!

 

O que é Spotify?

 

 

Spotify é uma plataforma que disponibiliza conteúdos de multimídia (músicas, podcasts e vídeos) para serem ouvidos e vistos em tempo real.

O Spotify é o maior serviço de streaming de músicas do mundo. Mas o que isso significa?

Streaming é uma forma de distribuição digital, na qual as informações não ficam armazenadas no dispositivo do usuário (como celular e computador), isso é ótimo porque não ocupa a memória no disco rígido. Um outro exemplo desse tipo de serviço é a Netflix.

O mais bacana é que o usuário reproduz o conteúdo de forma legalizada, sem violar os  direitos autorais.

 

Como tudo começou?

 

 

O Spotify surgiu em 2006, num cenário onde a pirataria tomava conta da Internet. As opções legais eram muito caras ou limitadas. O iTunes, por exemplo, já existia, mas você precisava comprar cada música que quisesse escutar.

É aí que entra Daniel Ek, um exímio programador que ficou milionário desenvolvendo sites e abrindo várias empresas.

Daniel levava uma vida extravagante, frequentando boates, passeando de Ferrari e saindo com mulheres, mas logo percebeu que essa vida fútil e vazia só atraía pessoas interesseiras, o que não lhe trazia felicidade. Entrou então em uma fase de reclusão e foi viver em uma cabana isolado do mundo.

Mas o que isso tem a ver com a criação do Spotify?

Foi justamente essa fase de meditação sobre a vida que aproximou Daniel Ek de Martin Lorentzon, um empreendedor sueco que havia comprado uma das empresas de Ek. Por ser mais experiente, Lorentzon exerceu um papel de mentor de Daniel.

Entre conversas e mais conversas surgiu a ideia de criar o Spotify.

Os dois fundadores viram no problema com a pirataria a oportunidade criar algo bom pros dois lados.

Para o usuário, uma plataforma de fácil manuseio, com uma grande acervo de músicas e que fosse financeiramente acessível. Para os artistas e gravadoras, uma forma de ganhar dinheiro e se inserirem no mundo digital, já que com a pirataria algumas gravadoras chegaram perto da falência.

Quando se trata do nome “Spotify”, especula-se que Lorentzon disse essa palavra ou algo parecido enquanto os dois discutiam qual seria o nome utilizado.

Após a criação do Spotify, seus fundadores enfrentaram aproximadamente 2 anos e meios de busca por investidores e de negociações com gravadora e distribuidoras, por isso a plataforma de streaming começou a funcionar de fato em 2008.

Mas foi no ano de 2011 que o Spotify se popularizou se tornando conhecido e usado em todo o mundo.

A importância do Spotify para a indústria da música é tão grande que, na Suécia, a pirataria diminuiu em 25% com apenas 2 anos de seu lançamento.

 

Repasses a artistas

 

Cerca de 70% da renda é repassada a artistas e gravadoras. O pagamento é feito de acordo com a quantidade de vezes que a música é reproduzida, o que gera muita polêmica entre os músicos menos conhecidos.

O Spotify teve lucro pela primeira vez no último trimestre de 2018 após mais de 10 anos de seu lançamento.

 

Diferenças entre Spotify Premium e Free

 

A causa para o Spotify ter demorado tanto para ter lucro pode estar justamente aqui. Existe uma versão gratuita e uma versão para assinantes.

Na versão gratuita são reproduzidos anúncios durantes os áudios, o usuário não pode pular músicas. Já na versão paga, os assinantes podem escutar as músicas na ordem que quiser, pular, voltar, sem anúncios e fazer download dos conteúdos para escutar offline.

A assinatura individual comum custa R$ 16,90, a versão para estudantes custa R$ 8,50 e a familiar R$ 26,90 podendo ter até 5 usuários. Todas elas possuem os mesmos benefícios e funções.

A questão é que nem metade dos usuários do Spotify são pagantes e esse número ainda precisa aumentar muito para que a empresa se torne lucrativa.  

 

Curiosidades

 

  • No primeiro ano do Spotify no Brasil, foram ouvidas 200 milhões de horas de músicas, que equivalem a 23 mil anos.

  • Em Agosto de 2009, Mark Zuckerberg criador do Facebook elogiou o Spotify em seu perfil.

 

 

  • A cantora Taylor Swift tirou todos os seus álbuns do Spotify no ano de 2014 por se dizer insatisfeita com os valores repassados pela plataforma de streaming. O Spotify tentou negociar, mas a cantora não aceitou, voltando apenas em 2017, quando lançou um clipe exclusivo para selar a paz;

  • O cantor Prince também chegou a tirar os seus álbuns do catálogo, mas, logo após sua morte, eles voltaram por decisão da gravadora;

  • A primeira música a atingir 500 milhões de reproduções foi “Thinking out loud", de Ed Sheeran;

  • A música mais reproduzida da história do Spotify é “Shape of you”, também de Ed Sheeran, com mais de 1 bilhão de reproduções;

  • No Brasil, a recordista é Vai Malandra, de Anitta, sendo reproduzida mais de 1000000 de vezes no mesmo dia e chegando a estar entre as top 20 globais;

  • O Spotify utiliza um algoritmo que procura prever o que você quer ouvir.

 

Como utilizar

 

O Spotify pode ser utilizado tanto no celular, disponível para download, como em computadores desktop.

Para começar a utilizar, basta fazer um cadastro ou entrar com o Facebook.

 

 

Depois, caso você tenha a intenção de se tornar Premium, basta selecionar a opção “Seja Premium”.

 

 

Aí é só preencher com seus dados pessoais:

 

 

E prontinho é só pesquisar a música que você quer ouvir!

 

 

Rivalidade entre Spotify e Apple

 

As duas plataformas de streaming são rivais desde o começo do Spotify. Atualmente, a Apple Store conta com mais de 45 milhões de músicas, enquanto o Spotify conta com 30 milhões de músicas na plataforma. Os preços das duas e os planos se assemelham, porém o Spotify possui uma versão gratuita, enquanto a Apple Store não.

Se você quiser saber mais sobre essa estratégia de disponibilizar uma versão gratuita, acesse o nosso Pocket Book Free: O Futuro dos Preços.

Atualmente, a rivalidade das duas vem se acirrando, uma vez que o Spotify denunciou a Apple na justiça acusando a empresa da maçã de práticas desleais.

 

E aí, o que você achou do Spotify?

 

Sem dúvidas, o Spotify revolucionou a indústria da música, não é mesmo? O mais legal é poder usar um serviço de qualidade por um preço justo e, além disso, temos a oportunidade de descobrir novos artistas e novas músicas.

Espero que você tenha gostado de conhecer a história do Spotify! Não se esqueça de me contar o que achou nos comentários.

 

Conheça as histórias de outras empresas de sucesso!

 

 

Dica Bônus

 

O que você acha de ficar por dentro do melhor conteúdo da Voitto? Venha conhecer o nosso plano Voitto Premium! Você terá a oportunidade de estudar com referências em liderança e gestão e fazer parte de uma rede de alta performance para desenvolver habilidades e se preparar para o emprego dos sonhos!

No nosso clube de vantagens, os assinantes têm acesso aos cursos, mentorias, VoittoCast, Power Hacks, Let’s Grow, conteúdos exclusivos, além de uma rede de Networking conectada e engajada. Seja Premium!

 

Seja premium