Uma maior autonomia para os colaboradores em um ambiente de trabalho mais descentralizado e participativo, uma visão mais humanística do trabalho. Foi isso que os grupos semi-autônomos proporcionaram; para entendermos um pouco mais, temos que compreender o que é a Escola Sociotécnica, decorrente de estudos feitos na década de 40, e como foi a implantação na Volvo da cidade de Kalmar, nos anos 70.

 

Escola Sociotécnica

 

A Escola Sociotécnica foi a corrente que revelou esse novo modelo de organização do trabalho; a Escola surgiu a partir de estudos feitos nas minas de carvão de Durham, localizada no nordeste da Inglaterra, no final da década de 1940.

Em Durham, cada mineiro executava funções delegadas internamente em subgrupos que desenvolviam as atividades relativas à extração do carvão. Os salários e incentivos eram os mesmos para todos e era definido pela produção do grupo como um todo.

Com significativa autonomia, os grupos alternavam papéis e turnos de trabalho, sendo minimamente supervisionados. Dessa maneira, estabeleceu-se uma forma mais humanística de lidar com os colaboradores no ambiente de trabalho.

 

Implantação na Volvo em Kalmar, Suécia

 

Foi na cidade de Kalmar, na Suécia, que uma nova forma de organização do trabalho foi implementada, baseando-se nos princípios da Escola Sociotécnica e organizando o trabalho de forma mais participativa e descentralizada.

O modelo também ficou conhecido como Kalmarismo ou volvoísmo. Um modelo que visa a inclusão do homem como principal responsável pela produção em massa em modelos diferentes.

Diferentemente de muitas montadoras que produziam em linhas únicas de montagem, a Volvo na cidade de Kalmar introduziu o conceito de modularização das suas linhas, sendo cada fase do processo de montagem executada em prédios diferentes.

Com a aquisição da Volvo pela Renault, o modelo implantado foi abandonado nessa unidade, porém perpetua até hoje em muitas organizações que tomaram como referência a forma de produzir em Kalmar. Foi então uma inspiração de como organizar o trabalho para empresas de diversos setores no mundo todo.

 

Evolução do Kalmarismo para os grupos semi-autônomos

 

Na década de 1980, o Kalmarismo evoluiu e se ampliou para outras organizações como grupos semi-autônomos. Os colaboradores aqui tinham maior liberdade para realizarem suas tarefas, um modelo que valorizou mais o fator humano, diferentemente do modelo tradicional taylorista-fordista.

Os colaboradores desse novo modelo tinham maior autonomia, as organizações ficaram mais descentralizadas e fomentavam mais a participação e colaboração dos indivíduos da empresa.  

 

Características dos grupos semi-autônomos

 

Podemos ver que o modelo estudado em Durham e desenvolvido posteriormente pela Volvo em Kalmar possui as seguintes características:

 

  • Descentralização do trabalho, hierarquia plana e ampla delegação de responsabilidades;

  • Requalificação contínua dos colaboradores voltada para o produto;

  • Integração de todo processo de produção da empresa;

  • Bens fabricados em pequena escala em plantas flexíveis e direcionados para certos nichos de mercado;

  • Automação flexível;

  • Permite rotatividade de atividades e amplitude de tarefas;

  • São utilizados os Buffers, estoques intermediários para atender as variações de ritmo e paradas no processo de montagem em módulos.

 

Por fim, podemos notar que o Kalmarismo foi uma grande inovação na indústria, que passou a ver o colaborador de uma forma mais humana, valorizando a sua participação e suas responsabilidades na produção da empresa.

Tal modelo posteriormente foi observado por sociólogos do trabalho que pensaram sobre um novo modelo ideal de empresa, mais tarde denominado modelo antropocêntrico, sistema ideal que tem o fator humano como fator principal para a organização do trabalho.

 

Dica Bônus

 

Já ouviu falar na metodologia Lean, que visa uma produção da mais enxuta possível, evitando desperdícios e retrabalhos?

A Voitto oferece uma programa completo de Formação em Especialista Lean para que você possa se tornar um agente de mudança dentro da sua organização!

Basta acessar o link abaixo para saber mais: