Aposto que quando você lê a respeito do Lean Manufacturing, você sempre se depara com uma sigla juntamente com um número, a ISO 9001, estou certo, não estou?

Pois é, isso se deve a uma relação muito íntima entre esses dois elementos, eles têm que sempre trabalharem juntos, pois só assim a empresa conseguirá resultados satisfatórios.

Muitas das empresas que possuem a certificação da ISO, adotaram o sistema de produção Lean. Coincidência? Acho que não! E você verá o porquê.

Neste artigo, mostrarei a importância da certificação ISO 9001 no meio da qualidade e também falarei mais sobre o pensamento enxuto.  E falarei, é claro, como que acontece a relação entre esses dois elementos. Preparado? Então, vamos lá!

 

 Visão geral da Certificação ISO 9001

 

 

O primeiro pensamento que vem à sua cabeça deve ser: “Qual o significado dessas letras”? Pois bem, é uma abreviação das palavras International Organization for Standardization (Organização Internacional de Normatização).

Basicamente falando, a ISO é uma norma de padronização para um determinado serviço. Além disso, ela estabelece requisitos para o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) de uma empresa.

Qual que é o objetivo dessa norma? A resposta pode ser um pouco longa, porém é de importância extrema, então fique atento!

O objeto principal da ISO 9001 é trazer confiança ao cliente de que os produtos e serviços fornecidos pela organização serão produzidos de modo padronizado e consistentes.

Isso com um intuito de que adquira uma qualidade, de acordo com aquilo que foi proposto inicialmente.

Então tudo que o cliente quer, e tudo o que ele necessita, está dentro dessa certificação, que acaba atingindo as necessidades do cliente.  Ou seja, um produto com qualidade.

Ah, interessante! Mas e se por acaso uma empresa não estiver devidamente certificada? Simples, ela não consegue se posicionar a frente de seus concorrentes. Ter essa certificação é essencial, porém não é obrigatória.

Ela deve se preparar para poder se certificar, com isso, uma vez certificada, ela está apta a se posicionar cada vez melhor no mercado. Então isso vai garantir a qualidade do produto dentro do mercado.

Agora você conseguiu enxergar a necessidade da empresa de se certificar, não é mesmo? Além de gerar maior credibilidade, ela consegue atrair um maior número de clientes.

 

Uma rápida passada sobre o Lean Manufacturing...

 

O Lean Manufacturing é uma filosofia de gestão que surgiu no Japão por meio da Toyota Motor Corporation. Mas como assim?

O surgimento se deu após os estragos causados pelas bombas atômicas nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki. O povo japonês se viu com a necessidade de se reformular por completo, e no mundo automobilístico não foi diferente.

O sistema de produção de carros vigente naquela época era o Fordismo, o de “produção em massa”, ou seja, produzia em grande quantidade, com pouca variedade, gerando alta quantidade de estoque e, consequentemente, alto nível de desperdício.

Visando acabar com isso que a Toyota entrou em ação. Desenvolveu um sistema produtivo diferente, que ia na contramão do que o Fordismo pregava. Esse sistema produz de acordo com as reais necessidades dos seus clientes, de forma mais personalizada e esse sistema ficou mundialmente conhecido como Lean Manufacturing.

O principal objetivo do pensamento enxuto é de se eliminar todos os desperdícios e produzir apenas o que é demandando pelo cliente.

Mas ele só tem essa função? Não! Essa é a principal. Ainda tem o objetivo de entregar o máximo de valor com a menor quantidade de produtos disponíveis, gerando menos estoque e menos gastos com máquinas e manutenção.

Um outro ponto de fundamental importância nessa filosofia é o bom relacionamento com todos os colaboradores. Você precisa sempre incentivá-los e desafiá-los, deixá-los com uma maior autonomia e responsabilidades.

Assim eles vão ter um maior orgulho de trabalhar na empresa, sentirão mais importante no processo, gerando benefícios mútuos, tanto para empresa, quanto para os próprios colaboradores.

 

Chegou a hora! ISO 9001 x Lean Manufacturing: como que eles se relacionam?

 

Você já leu ao longo desse artigo sobre a importância de cada um de forma separada, então já está na hora de ver a interdependência existente entre eles.

Eles caminham lado a lado no mundo empresarial. Como assim? Se uma empresa tem uma visão Lean, ou seja, tem todos os seus processos otimizados, todo tempo do ciclo certinho, com alto nível de treinamento e com todas ferramentas corretamente aplicadas, já é um grande passo para a certificação.

Se você tem o pensamento enxuto aplicado na sua empresa, tem as ferramentas necessárias, seja ela o Kanban, o TPM, VSM e outras, então você tem então todo o direcionamento estratégico e tem todo o mapa estratégico da empresa.

Ter isso tudo, é de extrema importância, pois essa filosofia acaba direcionando aos requisitos presentes na ISO.

Enfim, o Lean Manufacturing funciona como a base para que a organização mantenha a conformidade dos seus produtos e processos e esteja alinhada aos requisitos da ISO 9001. Afinal, atrás da certificação tem a excelência operacional!

 

ISO 9001 x Lean Manufacturing: uma interdependência fundamental!

 

Você conseguiu através desse artigo entender mais sobre esses dois termos, como que eles se aplicam nas empresas, e suas respectivas importâncias, não é mesmo?

E a relação entre elas? Eles têm um relacionamento muito mais próximo do que você achava. É necessário que caminhem lado a lado durante todo o processo, pois só assim, a empresa colherá os melhores frutos.

 

Gostou dessa relação? E que tal um relacionamento ainda mais próximo com a gente?

 

Isso pode ocorrer! É só você se inscrever no novíssimo curso gratuito de Introdução ao Lean Manufacturing disponível na nossa plataforma online. Este curso abrirá sua cabeça em relação a essa filosofia que mudou o processo de produção do Japão e de todo o mundo.

Muito fácil, não é mesmo? Então não perca tempo e já clica no botão abaixo para se inscrever. Tenho certeza que não irá se arrepender, afinal, “o conhecimento é como um jardim: se não for cultivado, não pode ser colhido”!