Imagine que você tem uma ideia sensacional, uma ideia daquelas que promete revolucionar o mercado ou o modelo de negócio onde está inserido. Mas você não tem dinheiro para investir na sua ideia e precisa conquistar a confiança de um investidor.

Para isso, o ideal é que você marque uma reunião e elabore uma apresentação para convencê-lo a investir na sua ideia.

Mas imagine que você encontrou um investidor anjo no elevador, você está sem a sua maravilhosa apresentação e tem pouquíssimo tempo. O que fazer agora?

Aqui nesse post vou mostrar para você o que é pitch e falar sobre como que essa técnica pode te ajudar nessas situações. Confira!

 

Assista gratuitamente nossa vídeo-aula sobre Pitch

 

 

O que é pitch?

 

O pitch é uma apresentação rápida e direta, em geral até 5 minutos, com o objetivo de despertar o interesse do ouvinte sobre uma ideia, um negócio ou sobre uma pessoa.

Assim, o pitch deve conter as informações essenciais e diferenciadas sobre o tema abordado, as quais podem ser apresentadas verbalmente ou com auxílio de material audiovisual.

Existem três tipos de pitch: empresarial, pessoal e o elevator pitch. Vamos a eles?

 

O que é pitch empresarial?

 

O pitch empresarial é muito utilizado por startups para apresentar o problema identificado, o mercado da empresa ou a solução proposta, assim como no caso que comentei ao iniciar esse artigo.

É, em geral, direcionado a possíveis investidores e conta com apoio de slides para reforçar as ideias da apresentação.

Também podem ser utilizados para apresentar um projeto Seis Sigma em uma instituição, por exemplo.

 

O que é pitch pessoal?

 

Esse tipo de pitch é focado em entrevistas de emprego ou em outra situação que se tenha pouco tempo para se apresentar profissionalmente a alguém.

O objetivo é trazer mais informações sobre as experiências vividas pela pessoa do que simples características pessoais.

Esse discurso normalmente não conta com auxílio de slides para tal apresentação. Uma ocasião em que isso ocorre com frequência é em uma sala de espera, por exemplo.

 

O que é o elevator pitch?

 

O elevator pitch é um recurso de apresentação pessoal ou de ideias em situações diretas, restritas e com pouco tempo, como o exemplo do elevador que citei ao começar esse post.

Em geral, devido às circunstâncias do local, conta apenas com a apresentação verbal em menos de 1 minuto.

Agora que você já sabe o que é pitch e quais os seus tipos e finalidades, vou te ajudar a entender como criar um.

 

Como construir um pitch de sucesso?

 

Esse tópico é para você que quer fazer um pitch e conseguir dar conta de falar o essencial no tempo que se tem disponível. Aqui, resolvi mostrar como construir cada um dos tipos de pitch separadamente. Confira!

 

Pitch empresarial

 

Não existe uma apresentação perfeita, o que existe é uma apresentação bem adequada para o fim desejado. E nesse caso, é preciso demonstrar todo o seu conhecimento e capacidade de execução como empreendedor.

O pitch empresarial deve conter entre 3 e 5 slides de apoio para apresentar a necessidade identificada e em qual mercado a empresa se propõe a agir, de forma objetiva e clara.

Nesses slides não é necessário detalhar o funcionamento da sua solução, isso fica para outro momento. O importante é destacar o que é proposto e porque é diferente de algo já existente.

Não deixe de destacar os seus diferenciais, ou seja, você deve destacar as vantagens competitivas em relação ao que predomina como solução no mercado atual.

Para explanar sua proposta a um investidor, deve-se resumir o progresso até então, com os valores necessários, prazos e expectativas de retorno. Caso a apresentação seja feita a um cliente, deve-se apresentar a proposta comercial da empresa.

 

Pitch pessoal

 

O autoconhecimento é fator fundamental para a construção de um bom pitch pessoal. O ideal é refletir sobre suas qualidades e o que pode mostrar de bom a alguém antes de preparar esse pitch.

Um dos passos fundamentais para preparar bem o seu pitch pessoal é escrever os principais projetos em que você se envolveu (até cinco) e as experiências e competências que teve. Ainda podem ser elencados hobbies e vivências acadêmicas sucintas.

Para que não se esqueça de passar pelos pontos listados na fase anterior e a fala seja mais tranquila, é muito importante ensaiar o discurso repetidas vezes até que esteja confiante com o resultado.

Apresente-se para pessoas próximas e busque feedbacks sinceros. Mesmo que não seja uma análise profissional, opiniões externas são interessantes para apontar tiques, esquecimentos ou frases que podem ser melhoradas.

 

Elevator Pitch

 

O elevator pitch é o tipo mais rápido de pitch e seu principal exemplo, que dá nome ao pitch, é um encontro casual em um elevador, onde o tempo até a parada é muito curto e com isso seu tempo de apresentação também.

Ou seja, há restrições de tempo e de recursos audiovisuais. É sempre importante conhecer seu interlocutor e praticar a apresentação, de forma a aproveitar ao máximo o tempo e conquistar o seu objetivo.

As dicas para esse pitch são similares ao anterior, porém sendo ainda mais sucinto. O importante é se manter preparado para as diversas situações que podem ocorrer no dia a dia. Seja criativo, seja sincero e com certeza alcançará o resultado almejado.

 

Saiba mais!

 

Agora você já sabe o que é pitch e como utilizá-lo em sua vida para causar boa impressão e fazer apresentações de alto impacto. Isso é um grande começo, mas que tal aprender mais sobre Oratória e Técnicas de Apresentação?

O Grupo Voitto elaborou um curso com várias técnicas para se desenvolver uma boa apresentação, abordando tanto a linguagem verbal quanto a não-verbal. Cuidados com a voz, técnicas de relaxamento, respiração e técnicas de improviso também são abordadas nesse curso.

 

 

Não deixe de nos presentear com seu comentário e nos ajude a melhorar ainda mais esse post. Seu feedback é importante para nós!