Provavelmente você já deve ter visto ou escutado o termo “cadeia produtiva” em algum momento da sua vida, certo?

Você sabia que a cadeia produtiva envolve todas as etapas de produção e distribuição de uma organização?

Nesse artigo você vai entender melhor como o gestor pode analisar uma sucessão de operações (ou de estágios técnicos de produção), que são interligadas como uma corrente, e tomar decisões assertivas por meio da cadeia produtiva e do planejamento e controle da produção (PCP).

Confira nos tópicos abaixo tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

  • O que é uma cadeia produtiva?

  • Quais são as etapas da cadeia produtiva?

  • Qual é a diferença entre a cadeia produtiva e a cadeia de suprimentos?

  • Como o PCP se relaciona com a cadeia produtiva?

E aí, vamos nessa?

 

O que é uma cadeia produtiva?

 

A cadeia produtiva compreende o processo primário da organização. Ela nada mais é do que um conjunto de etapas consecutivas ao longo da produção, as quais os diversos insumos (matéria-prima) são transformados em um produto final (bem ou serviço).

Nesse conjunto, o processo acontece com a entrada de diversos insumos que sofrem algum tipo de transformação, por meio do uso de máquinas e equipamentos até se incorporarem em produtos intermediários. Depois, há a formação do produto final, em que acontece a distribuição e comercialização do produto.

As etapas são integradas e realizadas por diversas unidades que interagem ao longo de toda cadeia dos processos produtivos, com o objetivo de produzir os bens e serviços ao mercado.

A cadeia produtiva engloba tanto os bens de consumo – adquiridos pelo consumidor final – quanto os bens de produção (matéria-prima) e bens de capital (equipamentos e bens necessários para a produção de outros bens ou serviços).

Sem dúvidas, a cadeia de produção é definida por aspectos abrangentes, como o setor industrial em que se está inserida e em relação à aspectos macroeconômicos.

 

Quais são as etapas da cadeia produtiva?

 

A cadeia produtiva, de modo geral, funciona como se fosse uma corrente desde a extração e manuseio da matéria-prima até a transformação da matéria-prima em produto, e posteriormente, sua distribuição.

À seguir, você vai entender o que cada etapa representa no processo.

 

1. Extração de matéria-prima

 

Essa etapa é realizada por indústrias extrativas, que fornecem os insumos minerais e orgânicos necessários para a próxima etapa da cadeia produtiva acontecer.

Por isso, o processo geralmente é feito por máquinas de grande porte para ter uma extração de matéria-prima em grande escala. Geralmente vemos esse processo na agricultura, mineração, pecuária e extração vegetal, por exemplo.

 

2. Transformação da matéria-prima em produto

 

Com os insumos extraídos da etapa anterior, eles sofrem uma série de modificações para se transformarem em produtos industrializados.

Essas modificações geralmente são feitas em indústrias metalúrgicas e siderúrgicas, onde ocorre o refinamento da matéria-prima.

Depois do refinamento, a matéria-prima segue para as indústrias leves onde vai se transformar em bens de consumo e, ainda, para as indústrias intermediárias que vão fornecer os equipamentos e o maquinário presentes ao longo da cadeia de produção.

Nas indústrias intermediárias, assim chamadas, cada vez mais temos observado uma automatização do processo produtivo, em que muitas vezes a presença humana já não é mais requisitada, o que caracteriza a Indústria 4.0.

 

3. Distribuição do produto

 

Depois do produto estar pronto, a mercadoria precisa ser disponibilizada para os consumidores finais, e assim contemplar toda a cadeia de produção.

Para isso, é necessário investir em logística para o produto não ser danificado e chegar ao consumidor final com a mesma qualidade que saiu da indústria. 

Além disso, é fundamental conhecer o Lean Manufacturing para garantir que o produto agregue valor através da produção puxada. Por meio dessa filosofia, a produção será otimizada, eliminando os desperdícios existentes no processo.

E por falar em Lean Manufacturing, não perca essa chance e confira o curso de Lean Manufacturing! É gratuito e está disponível na nossa plataforma online! É só clicar no link abaixo.

Curso Introdução ao Lean Manufacturing

Agora que você já conhece as etapas da cadeia de produção, vamos entender qual é a diferença entre a cadeia de produtiva e a cadeia de suprimentos.

 

Qual é a diferença entre a cadeia produtiva e a cadeia de suprimentos?

 

Nós sabemos que a cadeia de suprimentos é caracterizada por envolver diversas empresas para realizar as atividades do fluxo produtivo (produção, armazenamento e transporte de produtos ou serviços) para um determinado segmento ou empresa específica.

Então, onde que a cadeia produtiva se encaixa?

A cadeia produtiva atua abrangendo organizações de diversos setores, focando principalmente na produção e transformação do produto. Portanto, várias empresas estão envolvidas em cada etapa do processo.

A principal diferença é que na cadeia de suprimentos, uma única empresa exerce a coordenação das atividades e setores, desde o fornecimento de matéria-prima até o cliente final.

Já na cadeia produtiva, ocorre o envolvimento de empresas de diferentes segmentos com estratégias e características diversas.

Portanto, podemos constatar que a cadeia de produção engloba toda a cadeia de suprimentos. Fizemos uma tabela pra você poder visualizar melhor ainda as diferenças entre as duas cadeias:

 

Cadeia produtiva x Cadeia de Suprimentos

 

Como o PCP se relaciona com a cadeia produtiva?

 

Até agora você já viu que por meio da cadeia produtiva os gestores conseguem analisar e planejar todas as etapas de produção de uma empresa.

E para poderem gerenciar toda a cadeia de produção, é necessário ter planejamento e controle da produção, mais conhecido por PCP.

Através do PCP, a empresa possui um suporte para a tomada de decisão. Devido à sistematização do processo produtivo, há a redução de custos e otimização da sua cadeia produtiva.

Portanto, o PCP traz uma série de benefícios para a cadeia de produção, como:

  • Agilidade;

  • Segurança;

  • Disciplina;

  • Organização; 

  • Melhora dos resultados finais da empresa.

 

Entendeu tudo sobre a cadeia produtiva?

 

Agora que você já sabe o que é a cadeia produtiva e a sua relação direta com o PCP, que tal fazer um curso gratuito sobre Fundamentos de Planejamento e Controle da Produção

Nesse curso você será capaz de avaliar os processos de uma empresa quanto aos objetivos de desempenho, relacionar a estratégia da organização com o planejamento da produção e obter uma visão sistêmica do seu negócio! 

Para saber mais, clique no botão abaixo!

Clique e confira o nosso curso!