A logística está presente em quase todas as nossas operações cotidianas, ainda que de modo simples. Ela é utilizada em coisas básicas como para planejar o melhor caminho até o trabalho, definir o horário e o percurso para evitar trânsito por exemplo, entre várias outras coisas.

Ela também tem uma aplicação muito importante no mundo corporativo. A logística nas empresas permite o controle do fluxo de produção, desde o recebimento de materiais até a entrega no ponto de consumo para os clientes, tudo isso por meio das suas funções de armazenamento e transporte

Nesse artigo, você verá como a logística é utilizada para melhorar a eficiência de processos, aumentando a produtividade e lucratividade das empresas. Para isso, separamos o texto nos seguintes tópicos:

  • O que é logística;
  • Qual o principal objetivo da logística; 
  • Quais os principais tipos de logística;
  • Ferramentas da logística;
  • Como implementar a gestão logística em uma empresa;
  • Cursos na área de logística.

Vamos começar!

 

O que é logística? 

 

Logística é a organização operacional de um processo. Em outras palavras, ela resolve o problema de “como fazer” algo. É utilizada por vários tipos de organizações, como empresas ou exércitos militares. 

Ela usa planejamentos estratégicos e execução monitorada para realizar os procedimentos da forma mais eficiente possível.

 

Logística na história

 

Na Inglaterra, quando a Primeira Revolução Industrial começou, as fábricas estrategicamente se instalaram na cidade de Manchester. O motivo era simples: Manchester era o lugar do Reino Unido onde mais havia carvão. 

Como esse era o combustível mais abundante da época (e os modos de transporte não eram tão eficientes), os industriais preferiram construir as fábricas perto da fonte de energia mais utilizada naquele momento, por causa da logística facilitada.

Conforme os meios de transporte e comunicação foram evoluindo e aprofundando o fenômeno da globalização, os processos se tornaram mais complexos, criando uma verdadeira rede de logística mundial.

A transformação digital trouxe ainda mais vantagens para essa área com a aceleração dos processos, maior controle sobre eles e aumento da produtividade.

Hoje em dia, algumas companhias investem muito em infraestrutura para fazer uma boa logística. Existem até mesmo empresas especializadas em realizar a logística de outras empresas.

 

Logística Empresarial

 

Por sua vez, a Logística Empresarial é a organização, otimização e coordenação dos processos de produção de uma companhia, por meio da unificação interna.

Ela pode abranger diversas atividades estratégicas, desde a obtenção de matéria prima até a chegada do produto no consumidor final, buscando o menor custo possível.

É a partir deste conceito que surge a noção de supply chain (em português, “cadeia de suprimentos”). Ela consiste justamente no gerenciamento de todo o processo logístico, não somente dentro da empresa, mas também dos fornecedores, distribuidores e outros integrantes externos.

 

Qual o principal objetivo da logística? 

 

A principal função da logística é tornar os processos mais eficientes, por meio da gestão do fluxo de informações e materiais dentro de uma organização. No âmbito empresarial, isso resulta em mais economia e satisfação do cliente.

Isso porque a integração de procedimentos promovida pela logística gera mais rapidez, atenção e eficiência, resultando em produtos de melhor qualidade. 

Além disso, o controle sistêmico e racional dos processos contribui com diversos fatores do supply chain, que também gera melhora de produção e diferencia a empresa no mercado competitivo.

Inclusive, todos esses conceitos acima citados podem ser aprimorados por meio da metodologia Lean. Com ela, é possível melhorar a  performance de toda a empresa via aplicação pragmática de ferramentas enxutas para o combate de desperdícios em suas operações logísticas.

Caso você não conheça essa metodologia e queira aprender mais, vocêpode conferir o nosso curso gratuito de Introdução ao Lean Manufacturing! Nele você vai aprender o conceito dessa metodologia e a como aplicá-lo no seu negócio. Não perca essa oportunidade!

 

Curso de Introdução ao Lean Manufacturing

 

Agora, vamos entender como a logística de fato funciona.

 

Como funciona a logística?

 

A logística é responsável por duas funções principais. São elas:

 

Armazenamento

Compreende as questões de espaço físico. Pode significar tanto a acessibilidade de peças e ferramentas aos trabalhadores, como um espaço específico destinado ao armazenamento dos produtos.

Muitas vezes, está relacionado a atuação de um almoxarifado/estoque. O recebimento e entrega de itens e produtos é a principal responsabilidade, abrangendo atividades como conferência de carga e organização de materiais

Às vezes, os estoques de algumas empresas podem ficar distanciados da fábrica, envolvendo também uma questão de logística de transporte.

 

Transporte

O transporte abrange todo o processo. No início, pela aquisição e recebimento do item pelo almoxarifado/estoqueDepois, pela movimentação de material entre as etapas do processo, até a entrega do produto final ao centro de distribuição ou carregamento. 

Por fim, envolve a entrega ao cliente, com planejamento de rotas e outras questões.

 

Quais os principais tipos de logística?

 

Os principais tipos de logística são:

 

1. Entrada ou Abastecimento

Esse tipo de logística ganhou destaque com a tendência da produção just-in-time, buscando a redução de custos com estoque. Envolve questões relacionadas ao fornecimento de matéria prima, como:

  • Qual a quantidade de material necessária?
  • Quando o material será necessário?
  • Qual fornecedor tem condições de suprir de modo mais adequado?
  • Qual meio de transporte utilizado?
  • Onde o material será armazenado?

Com base nas respostas dessas questões, é possível elaborar uma estratégia operacional mais adequada e eficiente, evitando o desabastecimento ou desperdício.

 

2. Interna ou Produção

Refere-se à coordenação do fluxo de produção dentro da empresa, tendo a gestão de estoque como elemento fundamental. 

A distribuição espacial, movimentação de recursos e fluxo de trabalho são alguns dos aspectos pensados para facilitar a montagem ou confecção do produto.

 

3. Saída ou Distribuição

Corresponde ao processo de entrega do produto, do estoque até a loja ou cliente. Envolve questões de movimentação (carregamento, descarregamento e transporte de carga), monitoramento de estoque e registros de entrada e saída.

 

4. Logística Reversa

Com o aumento das preocupações sobre o meio ambiente, esse tipo de logística faz parte da responsabilidade das empresas sobre os resíduos gerados pelos produtos após o consumo ou fim da vida útil. 

No Brasil, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS)  estabelece que o setor empresarial é responsável pela destinação final dos produtos, seja por reaproveitamento em processos produtivos ou por descarte adequado. 

Tipos de logística

 

Ferramentas da logística

 

De uma maneira geral, existem vários sistemas que auxiliam a gestão logística. Alguns deles são:

 

ERP (Enterprise Resource Planning)

O ERP, em português - Sistema de Planejamento de Recursos Empresariais - auxilia na integração dos bancos de dados, no controle de estoque, na verificação das contas a pagar, entre outros aspectos essenciais de uma gestão logística.

 

MRP (Material Requirement Planning)

O Material Requirement Planning (Planejamento das Necessidades de Materiais) é um sistema que visa planejar a quantidade de materiais exigidos na linha de produção para satisfazer uma demanda específica de produção de um produto. 

O MRP facilita a gestão com os fornecedores para aquisição de matéria prima por exemplo, para que não haja falta ou excesso em estoque.

 

TMS (Transportation Management System)

Para transportes, existem os sistemas TMS (Transportation Management System), que são sistemas para controle de frota e de roteiro de entrega. 

 

WMS (Warehouse Managemente System)

Para estoques, existem programas como WMS (Warehouse Management System). Em uma tradução livre, WMS significa “Sistema de Gerenciamento de Armazém”. Sua função é facilitar a gestão do estoque, oferecendo como consequência, a otimização dos espaços utilizados em armazéns.


Como implementar a gestão logística em uma empresa

 

1. Analise os processos

A logística se baseia na racionalização dos processos. Portanto, observe e sistematize os processos da empresa. Assim você será capaz de identificar os gargalos de produção, etapas desnecessárias ou erros operacionais que precisam de melhoria.

Também conheça as capacidades e limitações da companhia. Às vezes, pode ser o caso de se pensar em terceirizar a logística, a chamada 3PL (Third Party Logistics).

 

2. Faça um planejamento

Elabore um plano sólido de operação logística, com metas reais. Estabeleça KPI’s e busque padronizar os processos, favorecendo a integração entre setores. Foque também na melhora da troca de informações entre eles.

Além disso, sempre tenha um plano B. Estabeleça alguns protocolos de emergência para evitar que os incidentes sejam muito danosos, mas tenha em mente que sempre haverão imprevistos.

 

3. Capacite os funcionários

Depois de estabelecer seu planejamento e definir seus objetivos, é hora de alinhar a equipe. Faça treinamentos e invista em cursos de capacitação. Muitas empresas utilizam sistemas de gestão, como SAP, que possuem diversas funcionalidades. É importante que os funcionários as conheçam e tenham domínio sobre elas.

 

4. Invista em tecnologia

Utilize softwares de gestão como os já citados ERP, MRP, TMS e WMS. Além disso, invista na automação dos processos.  Em um mundo cada vez mais tecnológico, a inovação não é um diferencial, mas uma obrigação. 

A partir dessa premissa, já existe o conceito de uma logística com alta tecnologia incorporada: a logística 4.0

Com ela, é feita a interação e integração entre os processos logísticos, ou seja, movimentação e armazenamento de produtos, serviços e informações, por meio da alta conectividade entre máquinas, sistemas e produtos, proporcionada pelos mais diferente recursos tecnológicos. 

 

5. Monitore o desempenho

Por fim, controle o andamento. Ouça o feedback dos clientes (porque no final, a satisfação deles é o que importa) e aprenda a antecipar suas demandas para aperfeiçoar ainda mais o processo, planejando a produção.

Fique de olho nos KPI’s estabelecidos e aprenda com os erros, melhorando sempre o que é necessário.

 

Como identificar se a Logística da sua empresa está funcionando

 

Para verificar se a logística da sua empresa é eficiente, você pode analisar alguns KPI’s (Key Performance Indicators - Indicadores-chave de Desempenho), como:

  • Tempo de Entrega: compreende o tempo que leva desde o pedido do cliente até a entrega. É um percentual calculado com a divisão dos pedidos entregues dentro do prazo pelo total de pedidos. 
  • Precisão de Pedidos: é a quantidade de pedidos que são entregues sem a ocorrência de incidentes, como envio errado, falta de itens ou produtos danificados. Quanto maior for essa taxa, mais dinheiro economizado e melhor a satisfação do cliente.
  • Rotatividade de Estoque: é a quantidade de vezes que o estoque inteiro foi vendido em um período de tempo. É um indicador de eficiência de planejamento, produção e processos, e pode mostrar se a empresa tem dificuldade em gerar receita com os produtos vendidos.

 

Cursos de logística

 

Por ser uma área muito promissora e com alta demanda, atualmente no Brasil, não é mais necessário que para se ter conhecimento dos processos logísticos e ser um profissional da área, seja necessário uma formação acadêmica em engenharia ou administração, por exemplo. 

Hoje, são disponibilizados diversos cursos específicos na área de logística, que vão desde cursos técnicos, bacharelados, até à pós-graduações. 

 

O que faz o profissional de logística?

 

O profissional de logística trabalha na coordenação do fluxo de materiais e recursos usados pela empresa. Controla o armazenamento como um todo, como estoques, e também planeja a movimentação interna e externa, com fornecedores e clientes. 

Alguns dos profissionais mais procurados na área de logística são:

  • Gerente de logística;

  • Analista de logística;

  • Coordenador de comércio exterior;

  • Diretor de Supply Chain;

  • Gestor de transportes

Para isso, é importante estar sempre em busca de mais conhecimento.

 

Ganhe mais conhecimento!

 

Muitas organizações ainda precisam de grandes ajustes em sua gestão para que possam realizar os processos logísticos de forma satisfatória. Portanto, é preciso aprender! 

Nesse sentido, a famosa metodologia de excelência operacional do Lean Manufacturing nasce como forma de otimizar processos e combater desperdícios. Então, que tal aprender sobre Lean Logistics? 

Nossa formação engloba conceitos como Mapeamento do Fluxo de Valor, Just in Time e Logística Ágil, além de toda fundamentação da metodologia Lean aplicada à logística.   

 

Curso de Lean Logistics

 

 Gostou do artigo? Compartilhe! Comente suas dúvidas!