Uma gestão de projetos nada mais é que uma forma de planejar, controlar, executar e monitorar os processos de um projeto. Para isso, existem inúmeras técnicas, ferramentas ou metodologias. Nesse artigo, vamos falar sobre o Prince2.

O Prince2 é um método de gestão de projeto que possui uma abordagem para a criação de uma padrão dentro de uma organização. Para esse fim, ele possui alguns princípios, componentes e técnicas que auxiliam na sua implantação.

Os tópicos listados abaixo são os assuntos que vamos abordar durante todo esse artigo. Confira:

  • O que é Prince2?

  • A origem do Prince2;

  • Estrutura do Prince2;

  • Certificações do Prince2;

  • Os benefícios do Prince2 para sua organização;

  • Prince2, PMBOK e Agile.

 

O que é Prince2?

 

Prince2 é um acrônimo para Project in a Controlled Environments, que, traduzido para o português, significa Projetos em Ambientes Controlados. Uma característica desse método é ser adaptável.

O que quer dizer que o Prince2 é uma metodologia que pode ser aplicada em qualquer tamanho ou tipo de projeto. 

O seu gerenciamento acontece criando uma padronização nos processos das organizações, independentemente do seu tamanho, do seu tipo, da sua cultura ou de qualquer outra característica da empresa.

Para o Prince2, é importante que as organizações o personalizem, de acordo com o seu perfil, para que seja feito um alinhamento com toda a organização. Assim, é possível garantir uma maior sucesso nos projetos.

O primeiro passo para garantir o sucesso é entender como funciona o gerenciamento de projetos e, para isso, o Guia PMBOK é uma referência no assunto.

Com isso, o Curso de Introdução ao Gerenciamento de Projetos aborda todo o embasamento do PMBOK, para que você seja capaz de alinhar um projeto utilizando os seus conceitos e princípios.

Clique no botão abaixo e comece seu curso.

Curso de Introdução ao Gerenciamento de Projetos

 

A origem do Prince2

 

O método Prince2 foi criado pelo governo do Reino Unido, com o intuito de implementar uma padronização no gerenciamento dos projetos de sistemas de informação do próprio governo.

Esse modelo de processos vem sendo adotado por vários outros governos e organizações em diversos países, como: Europa, África, Oceania e Estados Unidos. No Brasil, o método é utilizado por algumas organizações e a sua procura vem crescendo.

Na sua criação, foram elaboradas as boas práticas para orientar a execução dos projetos com o método. O método Prince2 possui 7 princípios, são eles:

  • Justificativa contínua do negócio;
  • Aprender com a experiência;
  • Papéis e responsabilidades bem definidos;
  • Gerenciar por estágios;
  • Gerenciar por exceção;
  • Foco em produtos;
  • Adequar ao ambiente do projeto.

Os princípios descritos acima são a forma que o método encontrou de auxiliar que sua implementação aconteça com as melhores práticas para garantir o sucesso. Além disso, no próximo tópico, vamos conhecer como funciona a estrutura dos processos do Prince2.

 

Estrutura do Prince2

 

Como vimos no tópico acima, a metodologia do Prince2 possui sete princípios, mas também possui sete processos e temas. São essas atividades que definem o ciclo de vida do projeto e como ela será executada.

Ciclo de Vida Prince2

Fonte: Axelos Limited.

Nos próximos tópicos, abordaremos os papéis, os sete temas e os sete processos do Prince2.

 

Papéis 

O principal papel do Prince2 é do gerente de projeto e o das partes interessadas. Definido o gerente de projeto, a sua responsabilidade é criar o plano de projeto e delegar as responsabilidade e papéis para os outras integrantes do time de projeto.

Com o projeto em andamento, o gerente de projeto se torna o responsável por analisar o progresso e observar se está encaminhando conforme o planejado. 

 

Temas

Os temas são atividades que ocorrem durante todo o gerenciamento do projeto. São eles:

  • Business Case: é o documento de entrada do projeto. Esse componente tem como objetivo abordar todo o ciclo de vida do projeto e deve ser revisado e validado enquanto o projeto durar;
  • Organização: é o componente que estrutura o projeto. Ele compõe todos os papéis e as responsabilidades;
  • Qualidade: consiste no controle de qualidade dos pontos técnicos e do gerenciamento do projeto;
  • Planos: são as expectativas do projeto. É necessário para que esteja claro todas as informações e alinhado com todo o time;
  • Risco: é a atividade que define os riscos e avalia qual será a abordagem para tal acontecimento;
  • Mudanças: consiste na avaliação e validação das mudanças que ocorrem durante o projeto;
  • Progresso: essa atividade consiste em um status com os níveis de tolerância para as mudanças no projeto e controle.

 

Processos

Os processo são o que descrevem as etapas do ciclo de vida do projeto. É possível adaptar esses processos de acordo com o tipo de projeto e de organização. São eles:

  • Starting up a Project (Viabilizar o Projeto);
  • Directing a Project (Dirigir o Projeto);
  • Initiating a Project (Iniciar o Projeto);
  • Controlling a Stage (Controlar o Projeto);
  • Managing Product Delivery (Gerenciar Fronteiras dos Estágios);
  • Managing a Stage Boundary (Gerenciar Entregas dos Produtos);
  • Closing a Project (Encerrar o Projeto).

 

Certificações do Prince2

 

O método Prince2 é de domínio do Office of Government Commerce (OGC) e é administrado pela AXELOS Limited. A sua certificação acontece por meio de três formas: o nível Foundation, o nível Practitioner e o nível Professional.

O Prince2 Foundation é uma certificação para se tornar um candidato capacitado. O seu objetivo é que o usuário aprenda como atuar em um projeto como membro da equipe. Já o Prince2 Practitioner é o nível para um profissional capaz de aplicar o projetos Prince2 nas organizações.

O Prince2 Professional é uma certificação para quem já possui a certificação Practitioner e quer comprovar as suas habilidades. Ou seja, é necessário a aplicação da metodologia em um projeto englobando todo o seu ciclo de vida para se tornar esse profissional.

Para se certificar nos níveis Foundation e Practitioner, é necessário realizar um exame, visto que cada um possui focos diferentes. A capacitação para Foundation possui a capacitação na língua portuguesa, já a Practitioner está disponível apenas na língua inglesa.

 

Os benefícios do Prince2 para sua organização

 

Ao implementar essa metodologia, várias organizações observaram muitas melhorias, por isso algum dos seus benefícios são:

 

O Prince2 com o PMBOK e o Agile

 

Nesse tópico, vamos analisar a relação do Prince2 com o PMBOK e o Agile. Mas você pode estar se perguntando por qual motivo? As união das metodologias podem trazer inúmeros benefícios para os processos.

O PMBOK é uma referência na gestão de projetos tradicional, assim como o nome diz é um guia de conhecimento. O Agile é uma metodologia que orienta o desenvolvimento ágil.

Como já falamos, o Prince2 é um método para o gerenciamento de projetos. Em várias aplicações, foi observado que esse método em conjunto com o PMBOK é um complemento do outro.

Já com o Agile, que dá origem ao Prince2 Agile, a proposta é uma união com os métodos ágeis. Esse novo método já está em aplicação e a AXELOS Limited já possui certificação para se tornar um profissional nessa área.

 Assim como o método tradicional, o ágil também possui a característica em que pode ser aplicado a qualquer tipo de projeto. O objetivo principal é a aplicação da governança do método com o mindset ágil.

 

Conheça mais metodologias híbridas

 

Os dois exemplos citados no tópico acimas são denominados metodologias híbridas por serem uma união de outras metodologias. Mas agora vamos te apresentar outra metodologia: o Lean Seis Sigma.

Essa metodologia é uma junção de dois métodos de excelência operacional, em que uma possui o objetivo na redução de desperdício e produtividade e a outra na qualidade.

O Lean e o Six Sigma são metodologias que se complementam. Se você quer saber mais sobre essa metodologia, o Treinamento de White Belt em Lean Seis Sigma é a primeira capacitação para quem quer conhecer tudo sobre a aplicação desse método.

Clique aqui e conheça mais sobre o Lean Seis Sigma.

Treinamento de White Belt em Lean Seis Sigma