Nos últimos anos, vimos uma invasão de produtos chineses entrando nos setores mais variados do mercado mundial, desde brinquedos, passando por eletrônicos, até carros, os chineses vêm dominando tudo.

Sabemos que um dos principais motivos é o baixo custo dos produtos. O Brasil está entre os maiores consumidores deste mercado.

Mas como começou essa enxurrada de produtos chineses por todo o mundo? Vamos conhecer o Alibaba, o grupo precursor de tudo isso.

 

O que é Alibaba?

 

 

Alibaba é um grupo chinês, com sede em Hangzhou, dono de sites direcionados para vendas pela internet, como o Aliexpress, popular em todo o mundo e Taobao, cujas vendas são exclusivas para o mercado interno da China.

O Alibaba é responsável por 60% do volume de entregas na China e é a terceira marca chinesa mais importante do mundo, atrás apenas do Lenovo e Huawei (empresas de eletrônicos).

Vamos conhecer a história incrível do fundador dessa empresa, hoje avaliada em 36,6 bilhões de dólares (148,6 bilhões de reais).

 

Como tudo começou?

 

 

A história do fundador do grupo Alibaba, Jack Ma, se diferencia muito de outras histórias de sucesso que vem acontecendo na era da Internet.

O Google, por exemplo, surgiu de um trabalho acadêmico de dois estudantes da Stanford, uma das universidades mais prestigiadas do mundo.

No caso do Facebook, seu fundador Mark Elliot Zuckerberg, é programador e frequentou a Universidade de Harvard.

Já o Instagram, foi fundado por dois engenheiros de softwares.

E quanto a Jack Ma? Ele não é programador e nem engenheiro, mas sim um homem de negócios.

Nasceu em uma região pobre da China, em 1964. Seu nome verdadeiro é Ma Yun. O apelido ocidental foi dado por um turista australiano que tinha dificuldade de pronunciar seu nome verdadeiro.

Jack Ma tinha problemas em aprender matemática e por isso demorou para completar os estudos, mas se interessava por inglês e, para aprender a língua, ele ia de bicicleta até um hotel da cidade e conversava com estrangeiros.

Ele só foi aprovado no vestibular para cursar inglês após a terceira tentativa, e se formou em 1988. A partir de então, foi rejeitado em mais de 20 entrevistas de emprego, inclusive para ser gerente de uma loja do KFC.

Conseguiu um emprego como professor de inglês em uma universidade local. E foi trabalhando como tradutor que as coisas começaram a mudar, pois Jack Ma visitou os Estados Unidos e lá conheceu a Internet.

Em 1995, quando voltou à China, disposto a incluir o país no mapa da Internet, ele criou um serviço que era uma espécie de catálogo local, com as empresas e os serviços prestados por elas.

Com 3 anos, sua empresa já havia feito $5.000.000 em moeda chinesa.

No ano de 1999, em seu apartamento em Hangzhou, Ma fundou o Alibaba.com, com a ajuda de 17 amigos investidores. A ideia era um serviço business-to-business, cujo objetivo era conectar os fabricantes chineses com compradores estrangeiros.

O nome Alibaba foi baseado no personagem de Ali Babá e os 40 ladrões. Segundo Jack, o personagem Ali babá é uma pessoa esperta, bondosa e voltada pros negócios, assim como a marca.

E o Abre-te Sésamo, o passe para abrir a porta secreta que leva ao tesouro, é para mostrar que a empresa auxilia pequenas e médias companhias a chegarem ao sucesso.

Com um ano da criação do Alibaba, já havia mais de 1 milhão de pessoas registradas no site. E em 2002 a empresa teve lucro pela primeira vez e, desde então, não parou mais.

No ano de 2003, a China teve problemas graves com a SARS (Síndrome respiratória aguda grave ou pneumonia atípica) e as pessoas evitavam ao máximo sair de casa. Quem lucrou com isso e cresceu ainda mais foi o Alibaba, que havia acabado de fundar o Taobao.

 

 

O Taobao é um site de comércio e leilões online com o público voltado para a China. Os produtos são os mais variados possíveis. Você encontra desde itens básicos de mercado até uma casa, ou um carro.

Quando o eBay chegou ao mercado chinês em 2003, Jack Ma disse a seguinte frase: “O eBay pode ser um tubarão no oceano, mas eu sou um crocodilo no rio Yang-tsé”. E o crocodilo devorou o tubarão.

Usando a estratégia de não cobrar comissão dos vendedores por três anos e alinhando o site com o perfil dos consumidores do país, o Alibaba expulsou o eBay da China.

Em 2004, foi fundada a Universidade Taobao, focada em ensinar e ajudar as pessoas a abrirem seu próprio negócio.

Após alguns problemas com as ofertas públicas na bolsa de Hong Kong, o Alibaba fez sua estreia na bolsa de Nova Iorque, com alta de 38% em relação ao valor original.

Em 2010, foi criado o Aliexpress, e os produtos passaram a ser enviados para todos os locais do mundo. Os brasileiros estão entre os 4 maiores consumidores do Aliexpress.

São produtos de todo o tipo: eletrônicos, roupas, sapatos, acessórios e assim por diante.

 

 

Um grande problema em relação ao mercado brasileiro é a demora para os produtos chegarem. Isso acontece, principalmente, pelo enorme volume de mercadorias que chegam todos os dias.

O Alibaba não para de expandir, em 2014 entrou para a indústria do cinema e financia tanto filmes orientais, como de Hollywood.

 

 

Além disso, estão nos mais diversos setores, como moda, esportes e tecnologia.

 

Você sabia?

 

Vamos falar agora sobre alguns dados impressionantes do Grupo Alibaba, que nos mostram a dimensão deste empreendimento.

 

  • O número de consumidores ativos do Alibaba é cerca de 231 milhões. Este número é maior do que a população brasileira.

  • Em 2013, o Alibaba registrou quase 250 bilhões de dólares em em transações, número maior do que a soma dos volumes negociados pelas concorrentes eBay e Amazon.

  • No dia 11 de novembro, é comemorado na China o dia dos Solteiros, é como se fosse a “black friday chinesa”. Neste dia, as vendas do Alibaba chegam a 30

bilhões de dólares.

  • Cerca de 10 milhões de pessoas na China têm empregos ligados ao Alibaba.

 

E aí, o que você achou do Alibaba?

 

Como vimos neste artigo, Jack Ma é um homem visionário, vindo de origem humilde e que teve muitas portas fechadas para ele, mas soube enxergar com o surgimento da Internet uma oportunidade de montar seu próprio negócio, ser bem-sucedido e se tornar o homem mais rico da China.

E não parou por aí, está sempre se mantendo à frente das novidades do mercado e buscando expandir e variar seus negócios, navegando por diversos setores, sem jamais se acomodar.

É uma história inspiradora, não é mesmo?

Não se esqueça de contar o que você achou e deixar as suas dúvidas nos comentários. Aguardo seu feedback!

 

Conheça as histórias de outras Startups de Sucesso!

 

 

Dica Bônus

 

Quer saber outras formas de impulsionar sua carreira e o seu negócio? Confira o curso GRATUITO Introdução ao Lean Manufacturing  que a Voitto preparou para você e garanta já a sua certificação! Você não irá se arrepender.