Olá caro leitor!

Hoje, viemos tratar de como um projeto de extensão universitária pode auxiliar em um tema recorrente e de grande preocupação para os jovens de todo país, e até mesmo do mundo: o tão terrível e difícil início de carreira.

Após anos vivendo uma rotina escolar, o jovem tem que fazer uma das escolhas mais difíceis de sua vida: a graduação que irá seguir. Mas acha que as decisões complicadas param por aí? É claro que não!

A graduação é um momento único e bem diferente dos que os filmes americanos mostram. Afinal, não se vive apenas de festas, farra e diversão. A universidade é um momento de grande aprendizado e também de experimentação. 

Formada por três pilares: Ensino, Pesquisa e Extensão, ela propõe centenas de oportunidades para que seus alunos se desenvolvam tanto no âmbito pessoal quanto profissional. 

Participar de um projeto de extensão é, sem dúvidas, uma das melhores oportunidades que a universidade pode nos oferecer e por meio de alguns tópicos, vamos te mostrar isso. São eles:

  • O que é um projeto de extensão?
  • As 5 vantagens de participar de um projeto de extensão;
  • Quais os tipos de projeto de extensão?
  • Os desafios dos projetos de extensão;
  • Como se desenvolver melhor no projeto de extensão?

Se depois de ler esse artigo, você não ficar louco para se inscrever em algum projeto de extensão ou ficar aliviado de já ter participado de algum, não vamos ficar satisfeitos.

Então, chega de enrolação e vamos lá!

 

O que é um projeto de extensão?

 

O projeto de extensão universitária é a elaboração e articulação de políticas que viabilizam a conexão entre os pilares da pesquisa e do ensino à sociedade. Outra função é a de melhorar a formação, capacitação e qualificação dos estudantes que entrarão no mercado de trabalho.

Por meio deles, os futuros profissionais podem desenvolver entregas sociais e ambientais articulados para a comunidade, podendo ela ser a acadêmica, mas também a civil, onde a universidade está inserida.

Dentro de uma universidade existem tipos de projetos de extensão para todos os gostos, entre eles fóruns, consultorias e núcleos específicos. 

Basta você conhecê-los e descobrir qual combina com suas preferências e modo de trabalho. Além disso, você pode descobrir os seus interesses profissionais e moldar uma carreira a seguir.

De qualquer forma, é extremamente necessário termos um planejamento dos nossos passos na vida acadêmica para que eles possam nos levar aos nossos reais objetivos. 

Preparamos o Workshop GRATUITO de Planejamento de Carreira pensando em te ajudar nessa difícil missão. Com ele você será capaz de conhecer os 7 passos do planejamento de carreira, compreender melhor suas vontades e construir planos de ação efetivos para alcançar seus objetivos.

Não perca tempo e comece agora clicando no banner abaixo!
Planejamento de Carreira

Agora que você já conhece as técnicas de planejamento de carreira, que tal saber as vantagens de participar de um projeto de extensão e como eles podem ser o passo inicial da sua carreira? Vamos lá!

 

As 5 vantagens de participar de um projeto de extensão

Existem inúmeras vantagens de participar de um projeto de extensão, aqui reunimos as cinco principais que podem ser o ponta pé inicial da sua carreira. Confira!

 

1. Networking

 

Em um projeto de extensão você tem a possibilidade de conhecer muitas pessoas e ampliar a sua rede de contatos. Dependendo do projeto que você esteja inserido, você consegue ter contato com indivíduos de diferentes áreas.

No mundo globalizado atual, essa rede pode ser um grande diferencial para o  seu futuro no mercado de trabalho.

Além do networking, o contato com diferentes pessoas pode proporcionar a você o desenvolvimento das suas soft skills. Quer ver?

 

2. Soft Skills

 

Soft skills são suas habilidades comportamentais, ou seja, é a sua forma de lidar com diferentes situações. No mercado de trabalho, elas são cada dia mais valorizadas por estarem ligadas diretamente ao clima organizacional da empresa.

O trabalho desempenhado pode fazer com que você saiba se portar em ambientes não habituais, adquira experiências de liderança e trabalho em grupo, além de moldar a forma como você age com diferentes indivíduos. 

Outra questão muito importante é o desenvolvimento das hard skills proporcionado pelo projeto de extensão.

 

3. Hard Skills

 

Hard skills são as competências técnicas, ou seja, todo o conhecimento que você tem para desempenhar atividades específicas. No mercado de trabalho, elas podem ser determinantes para você ser aprovado para uma determinada área e também um diferencial para você conseguir se destacar em processos seletivos.

Os projetos de extensão podem ser muito importantes para trabalhar essas capacidades técnicas, seja por te estimular a estudar sobre assuntos que você não é cobrado em sala de aula ou por já ter aquele conhecimento armazenado na gestão de conhecimento das atividades.

De qualquer forma, ele permite que você coloque o seu conhecimento em prática. Aliás, essa é outra grande vantagem.

 

4. Aprendizado na prática

 

Durante o ensino em sala de aula, ficamos atrelados a atividades teóricas ou até mesmo em tarefas práticas em um ambiente simulado que pode ser bem distante da realidade.

O projeto de extensão pode te proporcionar uma experiência prática e nada controlada. Atributos esses que você não teria a chance de experimentar apenas focado na teoria.

Essas experiências colocam em prática o seu conhecimento e podem ser decisivas no momento em que você começar a tentar processos seletivos, um verdadeiro diferencial com os concorrentes que tenham a mesma formação que a sua. Esse fator nos leva à próxima vantagem.

 

5. Enriquecimento do currículo

 

Quem nunca chegou na universidade com o currículo em branco? Essa é uma realidade da maioria dos estudantes do país. A falta de incentivo a atividades que fujam do currículo escolar é um problema que já começou a ser discutido, mas ainda faz parte da nossa realidade.

Mas o projeto de extensão é uma grande chance de você conseguir ampliar as suas atividades e enriquecer seu currículo. Assim, quando você chegar nas próximas seleções, tenha uma apresentação que te deixe orgulhoso pela trajetória executada.

 

Agora que você já leu sobre as vantagens, temos certeza que você já começou a sentir a vontade de participar de algum ou até mesmo a saudade de quando você integrava, caso já tenha essa experiência.

Como já falamos, existem projetos de extensão para todos os interesses, quanto maior a universidade, maior é variabilidade de oportunidades. Quer conhecer alguns? Vamos lá!

 

Quais os tipos de projeto de extensão?

 

Então, existem centenas de tipos de projetos de extensão, mas aqui separamos os com maior destaque nas universidades brasileiras. Você provavelmente deve conhecer algum deles:

 

Empresa Juniores

As empresas juniores nasceram da necessidade de aplicar os conhecimentos aprendidos nas instituições de educação na prática e desenvolver tanto a sociedade a partir dos projetos entregues quanto os alunos pela experiência de elaboração e administração de uma empresa

O Movimento Empresa Júnior (MEJ) é uma rede global e o Brasil representa a maior extensão da rede no mundo. Desde 2010, o MEJ já impactou mais de R$ 70 milhões na economia brasileira, que são integralmente reinvestidos na educação empreendedora dos estudantes.

Além da aprendizagem por meio da gestão e projetos, o MEJ proporciona uma série de oportunidades que alavancam uma pessoa rumo ao sucesso profissional, como por exemplo os eventos e contato com empresas seniores de destaque no mercado brasileiro.

A participação em uma empresa júnior é vetada aos alunos da pós graduação, podendo eles contribuírem como conselheiros. 

 

Atléticas

O movimento de atléticas surgiu a mais de 50 anos no Brasil, mas apenas na última década tornou-se realmente relevante nas universidades. Com o foco em criar e coordenar equipes esportivas que representam a universidade em competições, as atléticas proporcionam atividades que vão muito além das quadras.

Manter uma atlética custa dinheiro, esporte no brasil é caro, e exige uma gestão financeira apurada. As atividades empreendidas fazem com que você possa desenvolver seu lado empreendedor e também tenha experiências que passam pelos temas de logística, marketing, comercial, gestão de pessoas e liderança.

Afinal, acha que os campeonatos com milhares de participantes se organizam sozinhos? Há muito trabalho desempenhado para que a bola consiga rolar e os benefícios já comprovados do esporte possam ser sentidos.

 

Equipes de Competição 

As equipes de competição universitária são ótimos exemplos para o desenvolvimento de hard skills. Visto que as equipes precisam desenvolver um protótipo para competir, existem equipes de diversas áreas como robótica, automotiva e aeroespacial.

Além de atividades técnicas de construção do protótipo, os alunos também devem gerir a organização interna, desde a compra de matérias, até o desenvolvimento de relatórios de desempenho.

Podemos citar as equipes SAE como exemplos dessas equipes, mas existem outras fora desse formato.

 

Organizações Sociais

Nas universidades existem também organizações que desenvolvem projetos sociais e ambientais voltados para o desenvolvimento humano e também da comunidade

Os projetos com esse cunho conseguem transformar os aprendizados técnicos da universidade em soluções para problemas enfrentados pela sociedade que a universidade está inserida.

Os alunos, além dos conhecimentos proporcionados pela aprendizagem via projetos, ganham um desenvolvimento pessoal em uma escala acelerada. Podemos citar a rede Engenheiros Sem Fronteiras, Enactus e hospitais universitários como exemplares desse segmento.

 

Representação Estudantil

Existem nas universidades brasileiras órgãos que representam os estudantes e trabalham para o desenvolvimento acadêmico dos alunos e do curso

Os diretórios ou centros acadêmicos, além de lutar por um ensino de melhor qualidade organizam eventos como palestras, workshops e treinamentos. 

Outras atividades desempenhadas que podemos citar são atividades de integração do curso, prospecção de estágios e visitas técnicas à empresas, visando aumentar o contato dos alunos com o mercado de trabalho.

 

Os desafios dos projetos de extensão

 

Independente do segmento, é um consenso que as atividades de extensão universitária sofrem com a falta de investimentos. Algo comum em todo o sistema educacional brasileiro. 

Os alunos muitas vezes têm que se desdobrar e abusar da criatividade para conseguirem os insumos necessários para a execução de suas atividades. Por esse motivo é importante ter uma gestão financeira sólida, garantindo assim a estabilidade do projeto.

Outro desafio muito comum é a conciliação entre as atividades do projeto de extensão com o exercício acadêmico. A gestão do tempo é imprescindível para que os alunos não prejudiquem nenhum dos lados da balança.

 

Os projetos durante a pandemia

A crise trazida pela pandemia representa um enorme empecilho sem precedentes ao setor educacional brasileiro. Com as atividades acadêmicas paradas em todo o Brasil, os projetos tiveram que se adaptar e inovar no modo como as atividades eram propostas. 

Muitos projetos estão atuando de forma remota. Um desafio gigante, mas que poderá trazer ganhos como maior autonomia para as equipes e também adaptabilidade das atividades.

O home office tende a se tornar uma tendência ainda maior no período pós pandemia, assim como o aprendizado a distância e os meios digitais de comunicação. Mas caberá também às lideranças tornarem essa mudança de paradigma mais acessíveis e inclusivas, para que todos tenham as mesmas oportunidades. 

 

Como se desenvolver melhor no projeto de extensão?

 

Como foi dito a educação à distância é uma tendência para os próximos anos. Buscar aprendizados de qualidade e que aprimorem suas habilidades para se destacar no meio profissional será algo necessário.

Nós oferecemos diversos cursos online e gratuitos que podem auxiliar o seu projeto com a capacitação facilitada para os membros. Um desses exemplos, e que é um problema de muitos projetos de extensão, é o gerenciamento dos projetos desenvolvidos. A grande rotatividade dos membros e a rotina acelerada exigem métodos ágeis.

O Scrum é um desses métodos e pode auxiliar no desenvolvimento e coordenação das atividades do projeto. Além de ser simples de ser implementado é um conhecimento que pode fazer você se destacar no mercado. Afinal, as metodologias ágeis são as queridinhas do momento.  

Para começar a conhecer o funcionamento do Scrum e se introduzir no assunto, preparamos um curso GRATUITO de Introdução ao Agile Scrum

Não perca tempo, se inscreva agora, clicando no banner abaixo!

Introdução ao Agile Scrum