Nos últimos anos, o programa Six Sigma tem crescido cada vez mais, e parece que não vai mais parar, não é mesmo? Em toda empresa, cada vez mais se visa aumentar as receitas de maneira mais eficiente, diminuindo os custos associados ao processo.

Nesse cenário, esse programa tem se destacado bastante, afinal, ele possui como objetivos principais a redução de custos, a otimização de processos e o incremento na satisfação dos clientes.

A utilização da metodologia Seis Sigma tem se difundido mundo a fora, tornando o mercado cada vez mais competitivo, elevando o nível dos produtos e entregando cada vez resultados mais incríveis. Isso não é fantástico?

Muitas empresas têm buscado profissionais capacitados no programa Six Sigma para alavancar sua competitividade, e por isso, nesse artigo vamos falar sobre os 3 pilares fundamentais para se obter resultados de sucesso em sua implementação.

Mas, antes de saber quais são o três pilares, vamos entender o que é o programa Six Sigma.

 

O que é o Programa Six Sigma?

 

O programa Seis Sigma ou Six Sigma, em inglês, é uma filosofia de gestão que trabalha para diminuir a variabilidade de processos.

Essa metodologia tem como características principais ser quantitativa, estruturada e disciplinada, trabalhando com o objetivo de reduzir custos, otimizar processos e aumentar a satisfação do cliente, propondo a criação de uma cultura de melhoria contínua dentro das organizações.

E, se você ainda não sabe de onde vem o termo Seis Sigma, o sigma é uma letra do alfabeto grego utilizada, neste caso, como uma referência de performance, no qual o seis sigma representa um nível de precisão que admite 3,4 defeitos por milhão, e entenda defeito como produtos ou processos que possuem alguma não conformidade com suas especificações.

Foi através do pioneirismo da Motorola, na década de 1980, utilizando a tolerância seis sigma em processos, que essa metodologia se espalhou pelas grandes companhias agregando valor nas áreas de produtos e serviços. Atualmente é aplicada em grande parte das organizações, não somente no meio industrial, como também em processos administrativos, logísticos e na área da saúde.

Para que você possa entender mais sobre o que é o programa Six Sigma, te convido a baixar nosso Ebook GRATUITO: O que é e como funciona o Seis Sigma. Você vai entender através dele a essência dessa metodologia, como ela é aplicada e ainda um estudo de caso! É só clicar na imagem abaixo e fazer o download!

 


Agora que você sabe sabe o que é a metodologia Seis Sigma, entenda quais são os três pilares fundamentais para implementação desse programa na sua organização.

 

Alicerces do Programa Six Sigma

 

Um pilar é o que dá sustentação para uma estrutura. Da mesma forma, para essa o programa Six Sigma ter sucesso, precisa estar baseada em três pilares, que são: pilar da mensuração, pilar do método e pilar do comprometimento.

Nesse artigo, vamos estudar cada um deles separadamente para entendermos a fundo esses alicerces que garantem ao profissional Seis Sigma a certeza de um resultado de qualidade.

 

Pilar da mensuração, o que é?

 

Esse pilar do programa Six Sigma nos diz que precisamos estar constantemente medindo resultados. É preciso ter indicadores que sejam mensuráveis, para que seja possível comparar o antes e depois.

É de extrema importância ressaltar que esse pilar utiliza indicadores. Logo, é necessário ter uma base de dados confiáveis, como já analisamos e estudamos mais a fundo no artigo metodologia Seis Sigma: o que é e como funciona?

Para utilizar o programa Seis Sigma com inteligência, é importante que esse resultado mensurável que citamos acima possa ser convertido em ganho financeiro.

Dessa forma, conseguiremos demonstrar resultados tanto através das métricas, dos indicadores, comprovando que o programa Six Sigma funcionou, como também mostrar o ganho financeiro que a empresa terá por ter investido nessa metodologia.

           

Pilar do método: Uma metodologia estruturada

 

Essa é uma base muito valiosa de um programa Six Sigma. É onde garantimos que a metodologia será executada de forma estruturada. Mas você pode estar se perguntando, como assim estruturada?

Um método estruturado nada mais é do que um passo a passo que é utilizado para desenvolver um projeto. É a descrição das etapas que serão executadas, para que isso se torne dinâmico, sem perda de tempo.

No programa Seis Sigma, é utilizado o método DMAIC. Esse método é dividido em 5 etapas, que são:

 

 

1 - Definição

 

É onde você define o que se espera do projeto. Não se deve deixar que a ansiedade faça com que essa etapa seja negligenciada, pois ela é de extrema importância para um projeto Seis Sigma. Algumas perguntas podem te auxiliar nessa etapa, como:

  • Qual é o problema a ser resolvido?
  • Qual processo está relacionado com meu problema?
  • Qual o escopo do meu projeto?

 

2 - Medição

 

Esse é o momento onde você conhece e observa o estado atual do processo. É a fase em que você levanta as causas potenciais do problema e analisa quantitativamente a base de dados. Temos algumas perguntas que podem te nortear nessa etapa:

  • Qual o estado do atual processo?
  • Quais as fontes de variabilidade do processo?
  • Qual o comportamento dos dados históricos?

 

3 - Análise

 

Nesse ponto, deve-se identificar as causas raiz do problema. Após identificadas, você tem que analisar quais mais afetam o processo, gerando maior variabilidade. Novamente, uma pergunta que pode te dar um suporte nessa etapa:

  • Quais são as causas raiz que devemos atacar para melhorar o resultado de interesse?

 

4 - Melhoria (Improve)

 

Nessa etapa, para cada causa raiz, você irá identificar uma solução adequada que será implementada no processo. Também deve-se observar os resultados obtidos com as melhorias implementadas. Responda as seguintes perguntas:

  • Quais são as possíveis ações de melhoria?
  • Como medir os resultados financeiros quando o plano de ação for implementado?

 

5 - Controle

 

Chegamos na última fase do método DMAIC. Aqui, é importante monitorar os resultados alcançados. Novamente, você pode fazer algumas perguntas para ter certeza de que está seguindo a metodologia, que são:

  • A meta e o resultado foram alcançados?
  • Quais controles foram estabelecidos para garantir a sustentabilidade das melhorias feitas?

 

É importante ressaltar que o método DMAIC é utilizado no programa Six Sigma para melhorar um processo já existente. Porém, temos também a metodologia DFLSS, que é focada na criação de novos processos e produtos utilizando a filosofia Seis Sigma, e utiliza o método DMADV. 

Para saber mais sobre isso você pode ler o nosso artigo DMAIC e DMADV: Qual a diferença entre eles?

 

Pilar do comprometimento: último, mas não menos importante!

 

O foco desse ponto é a disciplina necessária ao desenvolver um projeto, pois sempre é demandando um tempo de dedicação e comprometimento. Quanto mais qualificada sua equipe for, quanto mais motivados eles estiverem, esse tempo passa a poder ser compartilhado.

Para desenvolver o programa Six Sigma com a certeza de obter resultados de sucesso, é necessário ter em mente que haverá uma dedicação mínima exigida. Esse tempo de dedicação fica por volta de 8 a 10 horas semanais.

Porém, deve-se ressaltar que esse tempo varia de acordo com a complexidade e a função de quem está liderando o projeto. Por exemplo, Black Belts costumam se dedicar 100% ao Lean Seis Sigma, enquanto Green Belts normalmente dedicam de 20% a 30% de sua carga horária a essa filosofia.

 

Bons resultados são fruto de uma filosofia sólida

 

Se você aplicar os três pilares que estudamos, conseguirá desenvolver bem a metodologia do programa Six Sigma. Logo, estará mais próximo de alcançar os três principais objetivos dessa metodologia já citados, que são a redução de custos, otimização de produtos e processos e incremento da satisfação do cliente.

 

Que tal se aprofundar mais?

 

Se quiser saber mais sobre como essa metodologia funciona e como implementar o programa Six Sigma, temos um treinamento gratuito incrível de White Belt em Lean Seis Sigma, onde você pode conhecer mais sobre as ferramentas utilizadas durante as etapas dessa filosofia.

Agora, se você quiser se tornar um profissional altamente qualificado na aplicação do programa Seis Sigma, faça nosso curso de Green Belt em Lean Seis Sigma. Nele você vai conhecer várias ferramentas estatísticas, e também aprender como solucionar problemas e obter grandes resultados!

Antes de ir não se esqueça de deixar aqui nos comentários seu feedback sobre este conteúdo!