Falar de saúde mental no trabalho nos dias atuais é muito importante, pois cada vez mais as pessoas estão sofrendo Burnout e outras doenças como depressão e ansiedade

Por isso, saber mais sobre o assunto pode te ajudar a prevenir e tratar sintomas antes que sua saúde mental ou dos seus colaboradores se comprometa.

Mas o que você sabe sobre saúde mental? Nós trouxemos algumas informações importantes para você aprender mais sobre o assunto. Neste artigo vamos discutir:

 

  • O que é saúde mental? E a saúde mental no trabalho?

  • Estatísticas sobre saúde mental no trabalho

  • Importância de cuidar da saúde mental no ambiente de trabalho

  • Fatores de risco para a saúde mental no ambiente de trabalho

  • Como identificar colaboradores com a saúde mental comprometida

  • 5 boas práticas para melhorar a saúde mental no trabalho

 

O que é saúde mental?

 

Saúde mental se refere à qualidade de vida cognitiva e emocional, ou a ausência de uma doença mental. 

Pessoas mentalmente saudáveis possuem maior capacidade de lidar com os problemas do dia a dia tendo controle de suas emoções e evitam também os riscos para a saúde e integridade física.

Uma pessoa com a saúde mental bem cuidada, possui também a capacidade de lidar melhor com as relações pessoais e profissionais, consegue ser mais produtiva, criativa e resiliente. Por isso, cuidar do que sente é fundamental, seja no trabalho ou fora dele.

Saúde mental

 

E a saúde mental no trabalho?

 

Sabemos que o local de maior estresse para a maioria das pessoas é o ambiente de trabalho.

Frequentemente, profissionais são atingidas por inúmeras cobranças por resultado, relações mal resolvidas com chefes e colegas de trabalho e até mesmo pressão exercida por si mesmo ou pela família para obter cada vez mais sucesso profissional.

Mas até que ponto podemos aguentar? A saúde mental no trabalho é importante para que as pessoas não cheguem ao limite da competitividade com o exagero. A boa competição é saudável e encorajadora, enquanto o exagero é extremamente prejudicial e leva a uma regressão na qualidade do trabalho.

Sabemos também que nem sempre a competitividade exagerada é a causa do abalo na saúde mental de profissionais. Muitas vezes a cobrança e a pressão, alinhadas ao medo da perda do emprego, podem ser causa de grande parte dos surtos de doenças mentais desenvolvidas no trabalho no século XXI.

Veja abaixo alguns dados importantes sobre este assunto:

 

Estatísticas sobre saúde mental no trabalho

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 300 milhões de pessoas sofrem de depressão ao redor do mundo. Esta será, em 2020 a doença mental que mais incapacita profissionais.

A pesquisa também mostra que apenas metade dessas pessoas que necessitam de tratamento psiquiátrico recebe algum tipo de ajuda. Por isso, a conscientização de empresas sobre este assunto se mostra tão relevante para mudar o quadro atual.

Em dólares, a OMS estima que os transtornos de depressão e ansiedade custam cerca de 1 trilhão anualmente, causados somente pela baixa produtividade dos profissionais.  

O mesmo estudo ainda indica que transtornos mentais comuns são parte da rotina de 30% dos trabalhadores ocupados em todo o mundo e, no Brasil, é a terceira maior causa de requerimentos do benefício de auxílio-doença.

Além disso, o serviço público de saúde não consegue oferecer ainda suporte necessário para todos os trabalhadores, sendo necessária então, a ação direta de empresas privadas.

Os dados são alarmantes, mas é possível mudar esta realidade ao saber lidar de forma responsável com um problema tão sério que, além de diminuir muito a capacidade do trabalhador, ainda mata muitas pessoas todos os anos.

 

Importância de cuidar da saúde mental no ambiente de trabalho

 

Cada vez mais é preciso que as empresas tomem providências para que profissionais tenham maior qualidade de vida no trabalho e mantenham a sua saúde mental bem cuidada. 

Esta é uma questão humanitária, mas pode também afetar muito no sucesso da empresa que se preocupar com o assunto.

Proteger e cuidar da saúde mental no trabalho é garantir menor incidência nos casos de doenças mentais da equipe, evitando assim, o afastamento do colaborador, que não é vantagem para nenhum dos lados.

Além disso, a saúde mental está diretamente ligada à boa parte dos acidentes de trabalho. O colaborador que não se sente bem tem mais chances de se perder e provocar um acidente do que outro mentalmente saudável e com atenção plena em suas atividades.

Por isso, muito mais do que produtividade, cuidar da saúde mental no trabalho é um modo de evitar grandes problemas, processos trabalhistas, indisposições e até mortes no local de trabalho

 

Fatores de risco para a saúde mental no ambiente de trabalho

 

Existem alguns fatores de risco na organização do trabalho que as empresas devem estar atentas para evitar que colaboradores adoeçam com o tempo. Esta é uma forma de prevenir a incidência de transtornos mentais no trabalho. Vamos ver algumas destes fatores? 

  • Falta ou má qualidade das políticas de saúde e segurança do trabalho;

  • Jornada de trabalho alta e pouco ou nada flexível;

  • Abuso psicológico de funcionários;

  • Participação limitada na tomada de decisões que refletem diretamente na qualidade de vida do trabalhador;

  • Exigências obscuras e organizações sem ética;

  • Falta de liderança nas relações entre colegas de trabalho;

  • Ambiente de trabalho precário;

  • Sobrecarga de trabalho;

  • Falta de políticas de inclusão social.

Todos estes fatores são agentes do desenvolvimento de transtornos mentais em trabalhadores. É necessário ficar atento e, se possível, contratar uma equipe para cuidar do assunto.

 

Como identificar colaboradores com a saúde mental comprometida

 

Para as empresas que se preocupam com a saúde dos trabalhadores, o ideal é que se tenha uma equipe especializada em cuidar da saúde e segurança no local de trabalho. Mesmo isso sendo obrigatório em muitas empresas, alguns negócios não se portam da maneira correta.

As políticas de saúde e segurança são responsáveis também por treinar gestores a lidar com seus colaboradores de uma forma mais humana, sendo capazes de identificar aqueles que podem estar passando por problemas que vão gerar abalo na saúde mental.

Sendo assim, existem ações que podem levar a identificação mais fácil de colaboradores com a saúde mental comprometida como:

  • Diminuição na produtividade;

  • Aumento nos atrasos e faltas;

  • Falhas constantes na função;

  • Oscilações de humor;

  • Introversão repentina.

 

5 boas práticas para melhorar a saúde mental no trabalho

 

A empresa que se preocupa com a saúde mental no trabalho, deve seguir as dicas abaixo para obter uma melhora na qualidade de vida dos seus funcionários enquanto estiverem em atividade.

 

1 – Ofereça benefícios e suporte de serviços de saúde

A maioria das pessoas com transtornos mentais podem não estar recebendo ajuda.

Oferecer benefícios como plano de saúde ou até mesmo profissionais de saúde mental dentro da empresa, pode fazer com que elas se cuidem sem precisar gastar, já que questões financeiras também são algumas das razões para não procurar ajuda.

 

2 – Crie maneiras de reconhecer o esforço dos colaboradores

Grande parte da desmotivação de um trabalho é causada pela falta de reconhecimento.

Muitos colaboradores se sentem inúteis ou desmoralizados em algumas empresas. Reconheça o valor deles por meio de elogios, brindes, bônus em dinheiro, confraternizações e folgas.

 

3 – Saiba escutar e seja flexível

Empresas muito rígidas estão somente tratando funcionários como máquinas.

Trate-os como seres humanos sensíveis, procure saber suas necessidades e a melhor forma de ajudá-los a desenvolver suas atividades. Você pode implantar aqui a rotina home office, dress code flexível, happy hour, entre outras ações.

 

4 – Invista na comunicação interna

Quando a comunicação entre colaboradores e gestores é arbitrária e inadequada, profissionais tendem a se frustrar e construir relações tóxicas dentro das empresas.

Investir em uma boa comunicação e até mesmo no endomarketing da empresa pode melhorar o ambiente e incentivar funcionários.

 

5 – Tenha uma boa política de saúde e segurança do trabalho.

Empresas que não investem nesta área têm perdas constantes de funcionários, baixa retenção, acidentes de trabalho e baixa produtividade.

Faça mais do que a lei exige, seja generoso na aplicação de uma boa política de saúde e segurança para que seus funcionários se sintam bem no ambiente de trabalho.

Gostou das informações? A saúde no trabalho deve ser prioridade de todas as empresas, afinal, os colaboradores são peças fundamentais para o sucesso de um negócio.

Por isso, a saúde mental no trabalho deve ser vista com mais prioridade, pois pessoas saudáveis podem produzir mais e melhor. 

 

Mais do que nunca a saúde mental precisa de atenção!

 

O dia a dia de uma empresa, em situação habitual, já pode ser muito estressante, por isso a saúde mental já é um tema que merece ser debatido.

Isso infelizmente se agrava no contexto atual. Imersos em uma pandemia de Coronavírus e forçados a trabalhar em casa, o medo e a incerteza do que vem pela frente tendem a desencadear crises e doenças mentais em grande parte das pessoas.

Por isso discutir o assunto e buscar soluções nunca foi tão relevante para as empresas e para a sociedade de maneira geral.

Pensando nisso, o Grupo Voitto traz para você o material gratuito “Saúde mental e trabalho em tempos de Coronavírus” que você pode acessar clicando aqui!