O uso de metodologias ágeis tem se mostrado uma ótima alternativa para entregas com maior rapidez, assertividade e satisfação dos usuários. Devido ao grande número de métodos existentes, muitas empresas têm dúvidas sobre qual adotar. 

Já pensou em usar o Kanban ou Scrum, mas nunca soube dizer ao certo qual seria o mais adequado para o desenvolvimento dos seus projetos? Então, neste artigo, você aprenderá sobre esses métodos de uma vez por todas. Confere os tópicos que preparamos para impulsionar o seu aprendizado:

  • O que é cada uma dessas metodologias de trabalho?
  • Scrum e Kanban: o que há em comum além da agilidade?
  • Scrum e Kanban: quais as principais diferenças?
  • Afinal, qual escolher?

 

O que é cada uma dessas metodologias de trabalho?

 

O Scrum foi desenvolvido na década de 1980, opondo-se à metodologia de cascata cujas tarefas eram conduzidas uma após a outra e o produto apresentado somente quando finalizado. Foi idealizado por Ken Schwaber e Jeff Sutherland.

Esse método apresenta uma série de papéis predefinidos como, por exemplo, Scrum Master e Product Owner. Além disso, o tempo de execução de tarefas ocorre de maneira preestabelecida, num período denominado Sprint.

A metodologia também prevê uma série de ritos a serem cumpridos como, por exemplo, uma reunião diária chamada Daily Scrum, de, em média, 15 minutos para atualização das tarefas desenvolvidas.

Já o Kanban foi criado na década de 1960, no Japão, na empresa Toyota como meio de controlar o estoque de materiais da linha de produção. Esse método propõe o uso de um quadro com colunas e cartões a fim de representar estágios de execução de uma tarefa.

É usual classificar as tarefas em três categorias: a fazer, fazendo e concluído. Entretanto, isso é perfeitamente ajustável à necessidade do projeto. Assim que cada tarefa muda de status, seu cartão deve ser movido ao longo das colunas para designar a situação atual de desenvolvimento.

É comum usar post its de diversas cores para representar os cartões, posicionando-os sobre um quadro branco.

Atualmente, seu uso já transpôs o uso em estoque, sendo usado como uma ferramenta de gerenciamento de tarefas. Sua principal vantagem é a sua fácil escaneabilidade, por ser um método visual. 

Dessa maneira, foram desenvolvidos diversos tipos de kanban para auxiliar os escopos dos times e visualizar os fluxos de trabalho. A exemplo disso, temos o kanban de movimentação e o kanban de estoque.

Além disso, permite identificar os responsáveis pela tarefa e usa um esquema de cores para priorização de tarefas. O mais relevante desse método é sua alta adaptabilidade em atender as demandas específicas das equipes.

Agora que você já sabe um pouco sobre cada metodologia, descubra o que elas têm em comum, conferindo o tópico a seguir!

 

Scrum e Kanban: o que há em comum além da agilidade?

 

A agilidade oferece às equipes de gestão e desenvolvimento de projetos uma estrutura iterativa, de melhoria contínua. Em razão das grandes mudanças que surgem nos escopos dos projetos, é necessário um método que seja adaptável e que garanta entrega de valor aos usuários.

Nesse sentido, o Scrum e o Kanban auxiliam a seguir a metodologia ágil e a entrega de resultados agregadores.

O Scrum é um framework incremental e iterativo, que permite realizar entregas de valor em menos tempo. Já o Kanban é usado para visualizar o andamento do projeto.

Dentre as características similares, podemos destacar que ambos compartilham as bases do Manifesto Ágil. Além disso, ambos fornecem transparência para o processo.

Como outra semelhança, temos que os projetos são divididos em tarefas menores, evitando sempre as que demorem muito tempo para serem cumpridas.

Tanto o Scrum quanto o Kanban buscam entregas rápidas e frequentes de seus desenvolvimentos. Por fim, os dois métodos focam em equipes auto-organizáveis.

Está percebendo como essas metodologias podem te ajudar a dinamizar o seu negócios e seus produtos? Então, que tal se aprofundar um pouco mais?

Para isso, preparamos para você esse Curso Gratuito de introdução ao Agile Scrum!

Por meio dele, você aprenderá os conceitos mais importantes desse método ágil que proporciona incríveis resultados!

Clique aqui para se inscrever

Está curioso para saber agora quais são as diferenças entre essas metodologias? É o que vamos te contar a seguir!

 

Scrum e Kanban: quais as principais diferenças?

 

Apesar de apresentarem diversos princípios similares, existem uma série de diferenças pontuais entre as técnicas, que, ao conhecê-las, permitirão a melhor escolha para cada organização.

Curioso para descobrir quais são? Observa abaixo o comparativo que trouxemos para você!

SCRUM vs Kanban

Como você pode notar, o Scrum prevê que as atividades sejam realizadas dentro da Sprint, que é definida a partir do Product Backlog. Durante esse período, o time focará em completar as tarefas previstas. 

Já no Kanban, esse conceito não existe, isto é, não há um período fixo para a realização de um número de tarefas. Dessa maneira, dizemos que o desenvolvimento das atividades é constante.

A partir disso, já podemos concluir que as atividades no Scrum são entregues somente no final de cada Sprint. Em contrapartida, o Kanban terá um fluxo contínuo de entregas, assim como tem de execução.

Como as tarefas são predefinidas na Sprint, retira-se a possibilidade de mudanças nas atividades no seu andamento, o que difere do Kanban.

Por fim, as metodologias usam conceitos diferentes para medir as entregas do time. Para o Scrum, usa-se a velocidade, isto é, a produtividade alcançada em cada Sprint.

Para o Kanban, usa-se o WIP (Work In Progress, em português, trabalho em andamento) para limitar o número de atividades que estão acontecendo no time. Por meio dessa métrica, podemos identificar os gargalos na realização das tarefas.

 

Afinal, qual escolher?

 

Bom, imagino que você deva estar se perguntando qual desses métodos deve ser escolhido. A resposta para essa pergunta é: depende! De acordo com o caso, talvez você possa aplicar inclusive uma combinação das duas metodologias!

Por essa você não esperava, não é! 

A implementação dependerá muito do contexto em que a sua organização está inserida e também o momento que o seu time está passando.

Além disso, é importante manter em mente que o líder não deverá impor e sim demonstrar os benefícios trazidos pela adoção de um método ágil.

Para um time com demandas mais voláteis, o Kanban pode ser uma escolha melhor. Já se as demandas precisam ser mais definidas e organizadas, o Scrum poderá ser a opção adequada.

E se nenhum desses for exatamente o seu caso, você poderá usar uma metodologia híbrida, visto que as duas técnicas são ágeis por natureza. 

Sempre lembre de manter a cultura de melhoria contínua dentro do seu time, com feedbacks constantes para que todos se adaptem da melhor forma, garantindo resultados consistentes!

 

Buscando impulsionar a sua carreira?

 

Se você procura aprofundar seus conhecimentos sobre o papel de Scrum Master, nós temos o material perfeito para você!

O Curso Formação Scrum Master Exin traz diversos conceitos, além de ser oficialmente certificado pela Exin!

Pronto para impulsionar a sua carreira? É só clicar no botão abaixo!

Clique para se inscrever