O surgimento da Amazon e do Ebay no início da década de 90 mudou significativamente a forma como compras eram realizadas, apresentando às pessoas o e-commerce. Agora, com o marketplace blockchain, essa experiência está para ser aprimorada, trazendo o conceito de comércio descentralizado.

Entenda mais sobre isso agora mesmo!

As aplicações da tecnologia blockchain vão além da criação de criptomoedas. Empresas estão enxergando a possibilidade de usar essa tecnologia para criar serviços como rede de pagamentos e marketplaces.

Nesse artigo, você entenderá tudo sobre o marketplace blockchain. Confere o que vai ler a seguir:

  • O que é marketplace blockchain?
  • Diferenças entre o marketplace blockchain e o marketplace tradicional;
  • Desafios para implantação da tecnologia blockchain no comércio;
  • Exemplos de marketplaces que utilizam blockchain;
  • O futuro do comércio online.

Continue a leitura e conheça mais sobre o mundo da tecnologia cripto!

 

O que é marketplace blockchain?

 

O marketplace blockchain é uma rede peer-to-peer (p2p) descentralizada que conecta produtores, vendedores e consumidores de modo transparente e direto, sem a necessidade de intermediadores.

Dessa forma, as taxas sobre venda e compra nesse tipo de mercado são menores. Além disso, o marketplace blockchain fornece a possibilidade do consumidor rastrear o produto desde a extração da matéria prima até ele ficar disponível para venda, acredita?

Apesar da aplicação da tecnologia disruptiva da cadeia de blocos, a relação entre vendedor e cliente não deixa de existir no marketplace descentralizado. Um tentando vender um produto e o outro precisando comprá-lo.

Essa relação é antiga, não é mesmo? Habilidade com vendas é algo que todo mundo precisa ter, porque na maior parte tempo estamos tentando vender seja um produto ou uma ideia.

Se tiver interesse em desenvolver essa habilidade, confira o e-book totalmente GRATUITO sobre dicas para uma negociação de sucesso. Basta clicar no botão abaixo e aproveitar o conteúdo rico que vai encontrar no lá!

Baixe agora o e-book 5 dicas para uma negociação de sucesso

Se a relação entre vendedor e cliente continua a mesma, o que muda com o marketplace blockchain? Confira isso no tópico seguinte!

 

Diferenças entre o marketplace blockchain e o tradicional

 

As principais diferenças entre os dois tipos de marketplaces são:

  • Acordos e contratos;
  • Segurança da informação;
  • Transparência;
  • Velocidade de transação;
  • Taxas;
  • Modelo de rede.

Observe a tabela abaixo:

Entenda melhor cada uma dessas diferenças agora:

Marketplace blockchain versus marketplace tradicional

Acordos e contratos

Os marketplaces blockchain utilizam acordos realizados em smart contracts, o que garante mais segurança, uma vez que esses contratos são invioláveis.

Além disso, as operações se tornam mais otimizadas pois eles são executados automaticamente na cadeia de blocos.

 

Segurança da informação

Os dados armazenados como informações pessoais em um marketplace tradicional são passíveis de serem roubados.

No marketplace blockchain, as informações são registradas em blocos com criptografia hash. Dessa forma, não podem ser excluídas ou alteradas por um único hacker.

 

Transparência

Como o comércio com blockchain funciona de forma descentralizada, os vendedores podem vender seus produtos e serviços de forma transparente e obter feedback sobre suas vendas.

O que muitas vezes não acontece nos marketplaces tradicionais, nos quais algoritmos de vendas, requisitos e métricas do vendedor não são disponibilizados.

 

Velocidade de transação 

Se você conhece um pouco da tecnologia cripto, sabe que a grande vantagem que ela oferece para o comércio é a velocidade de transação das operações financeiras.

Por não existir instituição intermediadora, os pagamentos acontecem quase instantaneamente. Na rede de pagamentos Ripple, por exemplo, operações financeiras internacionais são confirmadas em aproximadamente 2 segundos.

 

Taxas

Nos marketplaces blockchain, é possível realizar as compras com bitcoin, outras criptomoedas ou simplesmente moedas fiduciárias.

A vantagem de utilizar o dinheiro cripto é que as taxas são baixíssimas (cerca de 0,00001 BTC) e podem existir transações que nem cobram taxas.

Agora, nos mercados tradicionais, as taxas podem ser cobradas como mensalidades ou por unidade de produto vendido. No marketplace da Amazon, você pode pagar cerca de R$ 2,00 por cada item vendido e, no Mercado Livre, a taxa por item pode ser de 10%.

 

Modelo de rede

A descentralização é a característica chave de qualquer serviço com blockchain (BaaS). Por causa dessa característica, a rede está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Além disso, a rede descentralizada é suportada por usuários (mineradores) ou nós que contribuem com seu poder de computação, garantindo disponibilidade e manutenção dela quase ininterruptamente.

Apesar de apresentar muitas vantagens para o comércio, aplicar a blockchain em marketplace não é uma tarefa tão fácil. Conheça, a seguir, os desafios que a combinação entre a cadeia de blocos e os marketplaces enfrenta! Continue a leitura.

 

Desafios para implantar um marketplace blockchain

 

Os desafios de aplicar definitivamente a blockchain em marketplaces são:

  • Complexidade e popularidade;
  • Baixos rendimentos;
  • Política de reembolso;
  • Criação de marketing personalizado.

A Corporação Gartner prevê que a blockchain irá gerar um valor de negócios anual de mais de US$ 3 trilhões até 2030.

Apesar disso, de acordo com a pesquisa da PwC Global, realizada com 600 executivos de grandes empresas, o índice de confiança na tecnologia blockchain é de 45%, o que é considerado uma das principais barreiras para se desenvolver negócios com a cadeia de blocos.

Com a baixa popularidade, empreendimentos que aplicam tal tecnologia atraem poucos clientes. Sendo assim, os vendedores não se sentem atraídos a oferecer seus produtos.

Como se não bastasse, as políticas de reembolso em marketplaces blockchain é bastante complicada, haja a vista a impossibilidade de se refazer transações ou alterações nas informações dos blocos.

E a cereja do bolo é que os dados dos usuários são completamente invioláveis. Dessa forma, é difícil oferecer recomendações de produtos e pacotes personalizados. O que faz o trabalho de marketing um tanto desagradável nessa rede.

Parece ser difícil lidar com essas barreiras, não é mesmo? Ainda assim, alguns marketplaces blockchain conseguiram contorná-las e expandirem suas redes de negócios. Tem até case de marketplace brasileiro! Quer conhecer? Siga a leitura!

 

3 cases de marketplaces blockchain

 

Conheça, agora, marketplaces com a tecnologia cripto em seus modelos de negócios!

 

1. OpenBazaar

 

OpenBazaar é um projeto open source que desenvolve um protocolo para operações comerciais online em um marketplace completamente descentralizado.

A fim de garantir a segurança dos usuários, cada novo cliente recebe uma chave eletrônica para assinar as transações de modo totalmente anônimo.

Não só isso, a plataforma do OpenBazaar não é como o site da Amazon ou Ebay, as transações acontecem diretamente entre clientes e vendedores.

 

2.  Crafty

 

A Crafty é o primeiro marketplace com blockchain do Brasil. Originado de uma empresa chamada Diaríssima, que oferecia serviços de diaristas, a Crafty expandiu seu catálogo de serviços e agora possui opções como: mecânica, pequenos reparos, cuidados com idosos e outros.

Para dar uma referência, o modelo de negócios da Crafty é semelhante ao do GetNinja. Os profissionais da plataforma são recompensados com a criptomoeda da Crafty de acordo com a reputação e a avaliação dos clientes.

 

3. Ink Protocol

 

Na plataforma Ink Protocol, o foco é na experiência dos vendedores. Eles conseguem importar seus históricos de avaliações de diferentes plataformas o que lhes confere mais credibilidade ao fechar uma venda.

No modelo tradicional, isso não acontece. Por exemplo, se você vende no Mercado Livre, Amazon e Ebay tem a possibilidade de você ter perfis de avaliação  totalmente diferentes entre eles.

Interessante ver como a tecnologia blockchain pode ser utilizada para criar empresas e startups. Quanto mais comum for o uso dessa tecnologia, mais cedo poderemos desfrutar de produtos e de serviços com segurança e agilidade.

 

O futuro do comércio online

 

Percebeu que aquelas barreiras do marketplace blockchain que você conheceu no texto não foram suficientes para impedir que negócios como a OpenBazaar, a Crafty e a Ink Protocol surgissem?

Especialistas acreditam que a tecnologia blockchain vai ganhar mais espaço no comércio, principalmente na área de varejo. Seja como forma de pagamento, de logística ou como marketplace.

Independente disso, o que não vai faltar é a necessidade de atrair clientes e a habilidade de fechar vendas e negócios. Se eu fosse você, seria mestre em nessa habilidade para estar preparado para boas oportunidades no comércio.

Quer saber como se qualificar? É simples! Nosso curso de gatilhos mentais para vendas ensinará como impulsionar os resultados de vendas, se vender bem em qualquer situação e a aumentar sua confiança para trabalhar em ambientes de intensa negociação.

Gostou? Então confira o curso clicando no botão abaixo e se inscreva agora mesmo!

Se inscreva agora no curso de gatilhos mentais para vendas