Criar uma empresa de consultoria pode apresentar diversas vantagens, que têm atraído diversas pessoas para o ramo. Entre elas, é possível citar a valorização no mercado, alta remuneração, contato com indústrias de diversos setores, rotina não monótona e uma grande variedade de trabalhos a serem explorados.

É fácil ser seduzido por elas, não é mesmo?

Entretanto, é preciso ter cautela ao ingressar na consultoria empresarial, visto que os estágios iniciais terão impacto direto sobre o seu futuro nessa profissão.

Há fatores que são essenciais para se começar um negócio de consultoria e devem receber muita atenção. Mas fique tranquilo, que aqui você encontra todos eles!

Existem diversas formas de se começar um negócio, podendo ele ser físico ou totalmente online utilizando a plataforma Evolutto. Como aqui na Voitto estamos mais interessados na introdução do negócio de consultoria no mercado do que nos detalhes burocráticos de abrir um escritório de consultoria, tais como compra ou aluguel do imóvel e alvará de funcionamento, vamos tratar de como aplicar esse conceito.

E, antes de começar, que tal baixar o nosso Kit de Ferramentas de Gestão de Projetos? Com certeza vai te tornar um profissional mais qualificado e preparado para abrir um negócio de consultoria. Então, vamos lá?
 

 

Negócio de consultoria: tenha conhecimento da área

 

Esse é um aspecto fundamental em basicamente qualquer ramo de trabalho, mas principalmente no mercado de consultoria.

Como consultor, você será encarregado de resolver os problemas da empresa contratante. Você aconselhará sobre qual direção a empresa deve seguir, então é importante estar devidamente capacitado para isso.

Portanto, antes de começar o seu negócio de consultoria, use sua experiência na área como aprendizado, mas não se limite a isso. Estude mais, leia livros específicos e faça cursos que te capacitem para tal função. Esteja em constante atualização, pois o conhecimento é sempre dinâmico.

Caso a empresa que esteja criando tenha sócios, certifique-se  de que toda a equipe de consultores esteja apta a realizar projetos com o mesmo nível de qualidade e detenham os conhecimentos necessários para atender os clientes da melhor forma possível.

 

 

Negócio de consultoria: estabeleça relacionamentos

 

No negócio de consultoria, relacionamentos são essenciais! Não subestime esse ponto nem por um segundo.

Para conseguir clientes, é necessário criar e manter bons relacionamentos. Uma boa forma de fazer isso é através de investimentos nas redes sociais para alavancar publicações.

Você também pode fazer do jeito antigo e ir diretamente nas empresas, que sempre funciona!

Outro bom jeito de começar é oferecer um serviço de consultoria gratuito para uma empresa. Esse serviço servirá como porta de entrada para inúmeros outros serviços, além de criar um network fundamental, pois se os resultados forem alcançados, a empresa considerará contratar uma consultoria no futuro.

E fique tranquilo, uma boa rede de contatos vale muito mais do que o pagamento por aquele primeiro serviço.

 

Para saber mais, confira o nosso artigo: “Network: o que é e como montar uma boa rede de contatos”.

 

Negócio de consultoria: tenha malemolência

 

Sim, você leu certo! Tenha malemolência, jogo de cintura, seja maleável. Brincadeiras à parte, é essencial que você saiba ouvir o cliente, que ouça toda a equipe com a qual vai trabalhar.

Para criar um negócio de consultoria, você deve colocar a sua visão em prática, mas não pode se esquecer de que essa visão tem que atender as necessidades da empresa para a qual está prestando serviço.

Essa maleabilidade é extremamente importante nesse momento de início do seu negócio, pois você precisará dela principalmente na construção de relacionamentos, como já foi dito. Como consultor, você detém o conhecimento necessário para o contratante, mas ninguém gosta de um sabe-tudo, lembre-se disso. Não seja arrogante!

 

 

Negócio de consultoria: estabeleça metas e objetivos

 

Quando se está começando algo, é comum que algumas dificuldades acabem nos desmotivando. O mesmo vale para a abertura de negócio de consultoria! Para isso, o melhor a se fazer é estabelecer metas e objetivos. Tendo-se um objetivo bem definido, você saberá exatamente para onde está indo e o que quer alcançar.

Sua meta pode ser algo como dobrar o número de consultorias prestadas em 6 meses, por exemplo. Ao ter isso bem planejado, você estará se motivando a melhorar continuamente sua prestação de serviços, a ponto de adquirir mais contatos (relacionamentos de novo) e assim alcançar a meta, o que gerará uma satisfação pessoal.

Lembre-se sempre de estabelecer metas realistas, para que o “tiro não saia pela culatra”, e você se sinta frustrado por não ter alcançado seu objetivo. Um bom jeito de obter sucesso é estabelecer metas escritas.

Além disso, uma outra forma de garantir que essa etapa seja feita de forma correta e contribua para o sucesso do negócio de consultoria é consultando o nosso Ebook gratuito de Definição de Metas. Para baixá-lo, clique na imagem abaixo:

 

 

Negócio de consultoria: investimento

 

Para abrir qualquer negócio, é bom ter em mente o valor do investimento necessário.

Assim, você deve contabilizar gastos como aluguel ou compra de imóvel, infraestrutura do escritório, eletrônicos, contratação de funcionários, entre outros.

Se você não sabe como fazer isso, tenho um artigo para te ajudar! Confira:

Além disso, é importante saber qual o capital de giro que será necessário para manter o negócio ativo. Isso você pode aprender em “Capital de giro: o que é, pra que serve e como calcular”.

 

Aprenda tudo isso agora!

 

Se quiser aprender tudo sobre como começar o seu próprio negócio de consultoria de maneira simples e rápida, não deixe de se inscrever no nosso pacote de Formação de Consultores em Gestão! Tudo, absolutamente tudo que você precisa saber para se tornar um consultor completo.

Para ter uma ideia do curso, disponibilizamos gratuitamente para você o curso Fundamentos Essenciais para Consultores! Não perca tempo e se inscreva já!