O Gerenciamento ou Gestão de Riscos é de suma importância na consultoria empresarial, pois você terá que lidar com eles enquanto consultor ou gestor de um projeto interno. Lembrando que existem riscos negativos e positivos, e que existem diferentes tipos de abordagem em relação à esses riscos.

Trataremos conceitos sobre o tema e mais ao final do artigo veremos como identificar os riscos, as estratégias para chegar a uma solução, como analisá-los, planejar as respostas e monitorar esses riscos.

Acompanhe os tópicos que serão abordados:

  • O que é gerenciamento de riscos;

  • Quais os objetivos do gerenciamento de riscos;

  • Quais os tipos de riscos em uma empresa 

  • ISO 31000 para gestão de riscos;

  • Estratégias para fazer o gerenciamento de riscos. 

 

O que é gerenciamento de riscos?

ilustração de um homem segurando uma lâmpada

 

É um processo sistemático para o planejamento estratégico dentro das empresas. Com um processo de gerenciamento de riscos é possível identificar, analisar e responder aos riscos com o objetivo de minimizar, ou em alguns casos, eliminar quaisquer possibilidades de impactos negativos sobre o negócio, que poderia gerar perda de resultados ou objetivos. 

No guia PMBOK podemos encontrar o gerenciamento de riscos como sendo uma das áreas de atuação, onde serão envolvidos os seguintes planos de ação:

  • Processo de planejamento;

  • Identificação de riscos;

  • Análise criteriosa;

  • Planejamento de respostas para os riscos identificados;

  • Monitoramento constante; e

  • Controle dos riscos.  

Sendo assim, o gerenciamento de riscos precisa ser uma medida estratégica adotada em todas as organizações, pois essa gestão se integra a tomada de decisões. 

Baixe o nosso Ebook sobre As Competências de um Gerente de Projetos e fique por dentro de todas as diretrizes do guia PMBOK. É totalmente gratuito, clique e faça o download:

 

Ebook: competências de um gerente de projetos

 

Quais os objetivos do gerenciamento de riscos

 

O guia PMBOK traz a definição de riscos como sendo “Risco é um evento ou uma condição incerta que, se ocorrer tem um efeito positivo ou negativo em um ou mais objetivos do projeto, como escopo, prazo, custo e qualidade.”

Sendo assim, o objetivo da gestão de riscos é reduzir o número de incertezas que podem aparecer como problemas e reduzir os efeitos da mesma caso venham a ocorrer. 

A origem do risco na gestão de projetos pode aparecer em dois cenários:

  • Risco interno: surge dentro da estrutura da empresa ou do projeto;

  • Risco externo: acontece entre clientes e concorrentes, mudanças de mercado ou por novas leis e regulamentações do Estado. 

Depois de classificar os riscos é importante fazer o mapeamento de cada risco para evitar grandes danos a organização. Com isso, torna-se possível evitar os riscos inesperados que podem causar grandes impactos.

 

Quais os tipos de riscos em uma empresa

Gerenciando riscos em uma empresa

Riscos podem ser definidos como a incerteza que existe em alguma estrutura dentro da empresa que podem afetar os projetos e a organização como um todo. Os níveis de riscos podem ser classificados como:

  • Riscos organizacionais;

  • Riscos departamentais;

  • Riscos no projeto;

  • Riscos nas atividades; e/ou

  • Riscos em situações específicas da rotina na empresa. 

Depois que o nível do risco foi identificado é necessário fazer uma avaliação para descobrir:

  • A frequência que ele ocorre;

  • Quando ocorre, qual o impacto que ele gera nas operações? Considerando impactos quantitativos e qualitativos;

  • Por fim, verificar, seja individualmente ou com uma equipe destinada a isso, quais são as ações necessárias que devem ser tomadas para administrar os riscos identificados. 

 

ISO 31000 para a gestão de riscos

Gestão de riscos ISO 31000

 

O treinamento da ISO 31000 permitiu as organizações implementarem em seu sistema, padrões e processos de alto nível, que ajudam a avaliar e conter os possíveis riscos nas operações. 

Essa norma não é destinada a um setor ou segmento específico da organização, podendo ser usada para aplicar em qualquer tipo de risco e em diferentes operações e atividades rotineiras.

Por fim, veremos como implementar o gerenciamento de riscos em seus projetos. 

 

Estratégias para fazer o gerenciamento de riscos

 

Identificar os riscos

Ao analisar as atividades da empresa, você pode promover brainstorming e entrevistas com a equipe para identificar os riscos do projeto, baseado na experiência individual de cada um. Lembre-se de nunca subestimar a capacidade intelectual de ninguém. O conhecimento prático obtido por anos de experiência tem muito valor e faz a diferença.

Podemos utilizar a análise da causa-raiz para esmiuçar melhor um possível risco, encontrando a origem desse risco e assim saber o que fazer. Outra ferramenta muito útil é a análise SWOT (Strength, Weakness, Opportunity and Threat), que funciona da seguinte maneira:

           

Matriz SWOT

 

Analisar os riscos

Uma vez identificados os riscos, precisamos analisá-los. Podemos fazer isso de duas maneiras: de forma qualitativa ou quantitativa. A análise qualitativa é mais simples e mais comum de ser empregada, classificando os resultados de acordo com a relevância e o tipo do risco.

Para essa análise qualitativa, dispomos de ferramentas como o matriz probabilidade x impacto e a estrutura analítica dos riscos. Na matriz, colocamos o impacto no eixo horizontal e a probabilidade no eixo vertical, fazendo assim a correlação entre eles, que será útil para definirmos quais riscos devemos priorizar.

 

Matriz probabilidade x impacto

 

Na estrutura analítica, vamos classificar o risco quanto à sua categoria. Essa classificação facilita na atuação para resolver esse risco, uma vez que sabemos de onde ele provém. São quatro categorias:

  • Técnico: Qualidade, tecnologia e desempenho;
  • Externo: Mercado, clientes e fornecedores;
  • Organização: Recursos, financiamento e priorização;
  • Gerenciamento: Planejamento, controle e comunicação.

 

Para análise quantitativa dos riscos, podemos, por exemplo, projetar três cenários: otimista, realista e pessimista. Se pegarmos o exemplo do custo de um novo produto, podemos ter um cenário como esse:

 

Análise de cenários de custos

 

Para estimar o custo total, teremos que fazer uma média ponderada desses três cenários:

Fórmula matemática de custo

Assim obtemos o custo estimado para o projeto. Você deve ter esse cuidado de observar que o cenário econômico é variável, portanto, é importante levar essa consideração em conta no gerenciamento de riscos.

 

Planejar respostas aos riscos

Bem, nesse momento em que os riscos já foram identificados e analisados, vamos decidir qual ação tomar. Para tal, vamos separar os riscos em negativos e positivos.

Os riscos negativos, também chamados de riscos de ameaça, são aqueles que implicam em prejuízo no projeto. Para esse tipo de risco, temos quatro respostas, que variam de acordo com o grau de eliminação do risco.

 

Gráfico do grau de eliminação de riscos

 

Mas nem todos os riscos são maléficos para o planejamento. Existem também os riscos positivos, ou de oportunidade. Esses riscos representam um possível benefício para o projeto, que pode ser aproveitado e incrementado ao projeto. Também temos quatro ações possíveis, que variam de acordo com o grau de aproveitamento do risco.

 

Gráfico do grau de aproveitamento do risco

 

Monitorar e controlar os riscos

Depois de você implementar as ações contra os riscos, será necessário monitorá-las. Afinal, você precisa garantir que seu trabalho está dando resultado. O gerenciamento de riscos acontece como uma melhoria contínua, e para isso, um controle eficiente desses riscos é essencial.

Toda empresa espera o mínimo de ameaças e o máximo de oportunidades, e é seu trabalho como consultor fornecer isso. Portanto, esteja ciente da importância do gerenciamento de riscos no trabalho de consultoria empresarial.

 

Torne-se um profissional completo

 

Se você leu esse artigo e ele te despertou o interesse de se aprimorar mais seu na área de gestão de projetos, conheça o nosso curso de Introdução ao Gerenciamento de Projetos. 

Ele é totalmente gratuito e aborda assuntos totalmente alinhados com o guia PMBOK, para gerenciar um projeto por meio de todo o seu ciclo de vida. Não deixe de conhecer, é só clicar no botão abaixo:

 

curso de introdução a gerenciamento de projetos