Você já ouviu falar em Gerenciamento de Projetos? O Gerenciamento de Projetos tem como base o guia PMBOK®, que significa Project Management Body of Knowledge, em tradução livre, corpo de conhecimento do gerenciamento de projetos.

Esse corpo de conhecimento ou “guia”, como também é chamado, possui um conjunto de boas práticas para o gerenciamento de projetos. Entre elas: ferramentas, técnicas e habilidades necessárias para conduzir e concluir um projeto com excelência.

Mas, quem é que conduz a gestão de um projeto? Bom, esse é o gerente de projetos. Ele é o principal responsável pelas cinco fases de um projeto: iniciação, planejamento, execução, controle e encerramento.

Para ser capaz de conduzir todo projeto com eficiência, o gerente de projetos precisa possuir conhecimento sobre as diversas ferramentas de gestão e dispor de habilidades técnicas e até mesmo de uma certificação internacional. Isso tudo e ainda não basta? Não mesmo!

O gerente de projetos deve dispor de competências e habilidades pessoais, as chamadas soft skills. E ser capaz, a partir delas, de promover comunicação e motivação de seu time de colaboradores buscando atingir os prazos e metas.

Nesse artigo, vamos te apresentar 11 habilidades essenciais para todo gerente de projetos. Aperte os cintos aí e vamos nessa!

 

Primeira habilidade de um gerente de projetos: comunicação

 

A comunicação entre os colaboradores responsáveis por um projeto é fundamental e de extrema importância para o planejamento e execução do mesmo. Se feita de forma eficiente, permite rápida circulação de informações e estimula troca de ideias e opiniões.

O gerente de projetos deve ser capaz de se comunicar bem, uma vez que ele passa a maior parte de seu tempo se comunicando com seu time de colaboradores.

Sendo assim, a comunicação é uma habilidade indispensável e essencial para o gerente de projetos. Ele precisa estar preparado e apto para passar todas as informações relevantes do projeto à sua equipe, de forma clara e objetiva.

A origem de conflitos se dá, geralmente, por ineficiência na comunicação. Portanto, quando bem feita, é algo que ajuda a evitar a geração de conflitos e mantém o time coeso e em equilíbrio.

Além de falar bem, o gerente de projetos precisa ser capaz de ouvir. É importante para gestão do projeto que o gestor de projetos saiba receber o feedback dos profissionais envolvidos no projeto em questão.

 

Segunda habilidade de um gerente de projetos: liderança


 

Outra habilidade de extrema importância é a liderança. Ela diz respeito à capacidade que alguém tem de, através do respeito, confiança e conhecimento, inspirar e guiar pessoas. E então, motivá-las a fazer algo desafiador.

Um bom líder é capaz de fazer um ambiente ocupacional mais vigoroso. Isso mantém a equipe motivada e com vontade para fazer acontecer.

O gestor de projetos é um líder. Por isso, ele precisa saber como cavitar, influenciar e conduzir os membros da equipe para que esses possam concluir todas as atividades necessárias para o sucesso do projeto.

 

Terceira habilidade de um gerente de projetos: organização

 

Faz parte da rotina do gestor de projetos lidar com diversos fatores relevantes a execução de um projeto, entre eles:

  • Definir, elaborar e modificar o escopo;
  • Sequenciar todas as atividades e descrever o cronograma;
  • Avaliar os principais riscos de implementação;
  • Fazer estimativas de custos;
  • Monitorar a execução das atividades;
  • Mobilizar e desenvolver a equipe de projeto.

 

Para ser capaz de lidar com todas estas informações e, ainda, com preocupações constantes - como circunstâncias não previstas -, é preciso saber como organizar todas essas variáveis, gerenciar atividades e ainda o tempo de execução das mesmas.

O gerente de projetos ainda pode ter que lidar com mais de um projeto ao mesmo tempo. Dessa forma, a organização é uma habilidade básica e vital para o sucesso de qualquer projeto.

 

Quarta habilidade de um gerente de projetos: disciplina

 

Organização e disciplina estão ligadas fortemente e, para o gerente de projetos, não seria diferente. Para ser organizado e conseguir avançar o projeto de forma adequada é preciso que o gestor de projetos seja disciplinado.

O responsável pelo gerenciamento de projeto, como dito no tópico acima, precisa lidar com diversas informações, acompanhar pessoas, tarefas, gerenciar tempo e prazos. Administrar tudo isso demanda grande quantidade de disciplina.

 

Quinta habilidade de um gerente de projetos: negociação


É necessário que o gestor de projetos saiba como negociar. Ele lida com situações desse tipo durante, praticamente, todo o projeto.

O gerente de projetos precisa convencer pessoas e fazer acordos que gerem benefícios para os stakeholders, atendendo aos requisitos de qualidade desejados.

Além disso, pode lidar com diferentes interesses e até ainda ter que negociar um pouco mais de tempo ou recursos para execução de uma atividade.

 

Negociação para gestão de conflitos:

 

O gerente de projetos pode lidar com situações de conflito durante as etapas do projeto e precisa ser capazes de gerenciá-los.

Os conflitos são quase sempre inevitáveis. Porém, quando gerenciados de uma maneira apropriada, acabam por trazer benefícios para o projeto.

A negociação também apresenta-se como uma forma de solucionar conflitos. Por meio dela, o gestor é capaz de avaliar as propostas de ambas as partes e negociar um senso comum.

 

Sexta habilidade de um gerente de projetos: capacidade de lidar com crises

 

Mesmo após o planejamento deve-se levar em conta os principais riscos, uma vez que nenhum projeto está imune a imprevistos ou situações de crise. Logo, é fundamental que o gestor do projeto seja capaz de lidar com essas condições adversas.

Portanto, o gerente de projetos precisa ter pulso firme e encarar a situação buscando os melhores meios possíveis para solucionar os problemas e, com o auxílio de uma equipe bem preparada, colocar o projeto nos eixos novamente.

 

Sétima habilidade de um gerente de projetos: objetividade

 

Uma pessoa objetiva sabe o que quer e onde chegar, assim ela define bem suas intenções. Ela é convicta de suas ideias e sempre as demonstra através de atitudes e da fala.

O gestor de projetos precisa se fazer entender. Por isso, ele precisa dominar a habilidade de ser objetivo e também de se comunicar objetivamente.

Para isso, ele deve ser original, ter conhecimento e autoconfiança suficientes para assimilar problemas e agir no momento certo. Precisa estar focado e ser claro em suas decisões.

Além disso, o gerente de projetos também é íntegro e legítimo. Está preparado e, acima de tudo, tem que demonstrar respeito por seu time durante a tomada de decisões.

 

Oitava habilidade de um gerente de projetos: pró-atividade

 


O gerente de projetos precisa tomar postura proativa. Portanto, ele sempre deve se antecipar para resolver impasses e dilemas e guiar sua equipe de projetos na resolução dos mesmos.

A proatividade garante que o projeto se desenvolva de maneira mais dinâmica, pois evita desvios e gargalos durante qualquer fase de um projeto.

Isso é bom para o gerenciamento dos prazos, já que agiliza a entrega de tarefas e ajuda a cumprir o cronograma de forma eficiente.

 

Nona habilidade de um gerente de projetos: visão holística do projeto

 

 

A capacidade de ter uma visão global (ou holística) do projeto faz-se de extrema importância e é necessária para qualquer gerente de projetos qualificado. Ele precisa estar atento a todas as variáveis do projeto.

Portanto, ele precisa ser capaz de enxergar o projeto como um todo e deve estar por dentro de tudo o que está acontecendo. Só assim ele conseguirá tomar as melhores decisões possíveis para entregar resultados eficazes.

 

Décima habilidades de um gerente de projetos: persistência

 


A rotina do gerente de projetos pode, e geralmente é, difícil e desafiadora. Ele precisa lidar com diversas situações diárias, como ditas anteriormente: problemas, imprevistos, situações e pessoas

Sendo assim, ele precisa ser persistente, esforçado e focado em seu trabalho, não deixando-se abalar.  A recompensa, ao final de um trabalho duro, é sempre maior e todo gestor de projetos gosta de apreciar resultados de um projeto bem feito.

 

Décima primeira habilidade de um gerente de projetos: empatia

 

Como já dito algumas vezes neste artigo, o gerente de projetos também lida e administra recursos humanos. A equipe de projetos precisa estar alinhada e à disposição do projeto.

O gerente de projetos é como um técnico de um time de futebol. Para levar sua equipe à vitória, ele precisa estar ciente da situação e da capacidade de todos os jogadores e na possibilidade que cada um tem de marcar um gol.

Colocar-se no lugar de outra pessoa, sendo respeitoso, visando compreender seus sentimentos e emoções é demonstrar empatia. Isso é muito importante para o gerenciamento de recursos humanos e ajuda a melhorar os resultados do time e, consequentemente, do projeto.

 

Super-herói do Gerenciamento de Projetos

 

O gestor de projetos possui uma responsabilidade enorme quando assume as rédeas de um projeto em uma empresa.

Ele precisa atingir todos os objetivos desse projeto, dentro dos prazos e com o nível de qualidade exigido pelas partes interessadas. Para isso, precisa gerenciar informações, métodos, materiais e pessoas. Pra fazer isso tudo, só sendo um super-herói!

Por isso, todas as habilidades apresentadas aqui são necessárias para que um gerente de projetos consiga atingir as metas de um projeto.

 

Não se sente um super-herói? Capacite-se!

 

 

Aqui na Voitto, temos vários cursos que podem ajudar você a gerenciar melhor o seu projeto.

O curso de MS Project 2016 é uma excelente oportunidade para ampliar seu conhecimento de recursos técnicos para o Gerenciamento de Projetos. Essa ferramenta é uma das mais aceitas mundialmente por sua facilidade de utilização e versatilidade de aplicação.

Clique no botão abaixo para começar o curso agora mesmo!



 

Mas se você sente a necessidade de melhorar suas soft skills também podemos ajudar. A Voitto conta com vários cursos que podem lhe ajudar a melhorar essas habilidades. O curso de Gestão de Conflitos é uma ótima maneira de aprender como lidar com conflitos e melhorar o desempenho da equipe.

 


 

Este artigo respondeu a todas as suas dúvidas? Deixe um comentário. Seu feedback nos ajuda a enriquecer o nosso conteúdo!