Para que uma organização se torne nível classe mundial não é uma jornada fácil, afinal, trabalhar com mudanças culturais demandam um esforço muito grande de toda a empresa. Essas mudanças ficam mais fáceis ao compreender os pilares técnicos que sustentam o World Class Manufacturing.

 

Mas e os pilares gerenciais? Fique calmo, vamos por partes! Falaremos sobre os pilares gerenciais em um próximo artigo. Por enquanto, vamos focar em quais são os pilares técnicos e suas principais ferramentas de implementação.

 

Sabe quando você sente aquela vontade de melhorar algo, mas não sabe por onde começar? Isso é mais comum do que você imagina, e nas grandes empresas também existe essa sensação. 

 

Por isso, o WCM conta com um método sistemático que investiga as principais perdas da organização, em que, a partir delas é definido o pilar técnico que será implementado em uma área modelo, ou seja, uma área que apresentou maior necessidade de melhoria.

 

Dado a importância dos pilares técnicos para a melhoria contínua, neste artigo, você aprenderá sobre: 

  •  O que é WCM?
  •  Quais são os 10 princípios do WCM
  •  Quais são os 10 pilares técnicos do WCM e principais ferramentas

  

O que é WCM?

O World Class Manufacturing (WCM) é considerado uma evolução do Lean Manufacturing e consiste em um conjunto de princípios, métodos e ferramentas para que a organização alcance a excelência operacional. 

 

A excelência é resultado da melhoria contínua e ocorre de forma gradual, podendo atingir níveis bronze, prata e ouro. Esses níveis são auditados pela WCM Association

 

Se você tem interesse em saber mais sobre como funciona o WCM e garantir sua certificação em melhoria contínua, acesse nosso curso gratuito de Introdução ao WCM.

Curso gratuito de World Class Manufaturing (WCM)
 

 

Quais são os 10 princípios básicos do WCM?

Os princípios nada mais são que as causas raiz que direcionam a execução das atividades dentro da organização. 

10 princípios do World Class Manufacturing (WCM)

No WCM, esses princípios são classificados em 10 mais importantes e são eles que norteiam a implementação de qualquer pilar. 

1. Segurança em primeiro lugar;

2. Sem padrão, sem melhoria;

3. Voz do cliente;

4. Target = zero;

5. WCM é visual;

6. WCM é realizado no chão de fabrica;

7. Melhores práticas;

8. Rigor na aplicação;

9. Energia em crise;

10. Envolvimento de todos.

 

Conhecendo os princípios do WCM, vamos entender como eles estão inseridos na implementação de cada pilar técnico dessa metodologia.

 

Quais são os 10 pilares técnicos do WCM?

O WCM é fundamentado em 10 pilares técnicos que garantem a melhoria dos processos e redução dos desperdícios da empresa através de métodos estruturados em 7 passos sistemáticos para cada um dos pilares. 

 

Estrutura e pilares do World Class Manufactuirng (WCM)
 

Acesse nosso artigo 7 ferramentas gerenciais do WCM e saiba quais delas poderão ser usadas para identificar as suas perdas, e em seguida, saiba por qual pilar técnico iniciar.  

 

Sem mais delongas, vamos conhecer quais são os pilares técnicos.

 

1. Segurança (SAF)

Esse pilar visa eliminar qualquer acidente que possa acontecer dentro das organizações.  

 

Garantir a segurança do trabalho de todos é um dos princípios do WCM e ao estabelecer padrões 100% seguros, a empresa ganha em diversos aspectos, como melhoria  da qualidade de seus produtos ou serviços, por exemplo. 

 

O método de implementação deste pilar inicia com a análise de todos os acidentes, e por meio de ferramentas aplicadas em 7 passos sistemáticos, estabelece normas e conscientiza toda a equipe a trabalhar de forma proativa e cautelosa. As principais ferramentas utilizadas neste pilar são: 

  • Cruz Verde
  • Pirâmide de Heinrich
  • Matriz S
  • SEWO

 

2. Desdobramento de custo (CD)

O pilar Cost Deployment tem como objetivo reduzir todas as perdas e desperdícios que geram custo e não agregam valor ao produto ou serviço. 

 

As ferramentas utilizadas neste pilar são muito utilizadas para a investigação de perdas e desperdícios, facilitando os gestores a enxergar os principais problemas e, assim, tomar a decisão de quais os pilares que irão implementar.

 

Para a implementação deste pilar, primeiramente, é necessário a ajuda do departamento financeiro para mapear os custos totais de transformação e, em seguida, estabelecer os objetivos de redução de custos destrinchados por processos. Através dos 7 passos da metodologia, a equipe irá implementar o plano de melhoria. As principais ferramentas utilizadas neste método são:

  • Matriz A: identifica as perdas;
  • Matriz B: entende a causa das perdas
  • Matriz C: usada para valorizar as perdas
  • Matriz D: método para eliminação das perdas
  • Matriz E: usada para saber o custo/benefício do projeto
  • Matriz F: definir o plano de ação

 

Leia mais em Cost Deployment: o que é e como implementar? e entenda a estrutura de todas essas ferramentas dentro deste pilar técnico. 

 

3. Melhoria focada (FI)

Como o próprio nome já diz, o pilar de melhoria focada é direcionado a uma área ou operação específica. O objetivo deste pilar é garantir uma maior qualidade e reduzir custos que não agregam valor ao processo.

 

A implementação da melhoria focada começa pela definição da área ou processo que foi identificado com maiores perdas. Em seguida, são aplicadas ferramentas para a análise de melhoria dos processos. As principais ferramentas são:

 

4. Manutenção autônoma (AM) e organização do posto de trabalho (WO)

Um dos princípios do WCM é o envolvimento de todos e pode ser melhor exemplificado neste pilar, pois o intuito aqui é que os operadores se sintam na obrigatoriedade de manter as condições básicas dos próprios equipamentos e o seu posto de trabalho organizado e limpo.  

 

Quer saber mais sobre a manutenção autônoma? Acesse nosso artigo Manutenção Autônoma: o que é e como funciona? 

 

O método de implementação têm início na limpeza do posto de trabalho, incluindo os equipamentos e, através de ferramentas aplicadas pela metodologia, garantem uma auto gestão da área pelos próprios colaboradores. As principais ferramentas são:

  • Calendário CIL-R
  • Mapa de fontes de sujeira
  • Cartões AM
  • Classificação das áreas
  • Golden Zone
  • SOP
  • 5S

 

5. Manutenção profissional (PM)

Embora os operadores sejam responsáveis por manter as condições básicas de funcionamento, os equipamentos exigem manutenções mais técnicas para evitar qualquer quebra. Em vista disso, esse pilar diz respeito à alocação de profissionais para realizar manutenções periódicas com o objetivo de não haver nenhuma quebra de equipamento. 

 

A introdução deste pilar começa com a eliminação de qualquer atividade que acelera a degradação do equipamento e, em seguida, é feito uma análise das quebras para definir ciclos de manutenção e aprimorá-los continuamente. As principais ferramentas são:

 

6. Controle de qualidade

Você também deve ter percebido que o controle de qualidade dos produtos ou serviços é impactada pela implementação de qualquer outro pilar, certo? Pois bem, o World Class Manufacturing diz que a qualidade é construída no processo, e não apenas na inspeção final do produto. 

 

O objetivo deste pilar é que se atinja zero defeitos e sua implementação se inicia com um estudo das condições atuais dos processos. A partir disso, são aplicadas ferramentas para melhorar os padrões de operação e manter as condições adequadas para zero defeitos. As principais ferramentas são:

 

7. Logística

A logística é bem mais do que apenas a entrega dos produtos que compramos pela internet, ela faz parte de toda a cadeia de suprimentos, inclusive, dos manuseios de ferramentas e materiais no chão de fábrica. 

 

Este pilar tem como objetivo eliminar qualquer tipo de estoque ou movimentação desnecessária ao longo do processo de fabricação. 

 

Sua implementação é iniciada reorganizando a logística interna e só depois a externa, buscando nivelar a produção e melhorar continuamente a eliminação de desperdícios. As principais ferramentas utilizadas são:



 

8. Gestão preventiva de equipamento/produtos (EEM/EPM)

Assim como os produtos que a empresa produz podem ser melhorados, os equipamentos responsáveis pela fabricação deles também. 

 

Pensando nisso, este pilar foca no registro de todas as melhorias que possam ser feitas nos próximos projetos de construção dos equipamentos, e também, na busca pela melhoria de novos produtos ou produtos já existentes, garantindo que sejam mais eficazes e focados no cliente.

 

Mas você deve estar se perguntando se esse pilar também tem um método de implementação. A resposta é sim! Assim como os demais pilares, esse também possui 7 passos para sua execução e utiliza ferramentas mais simples para registrar e garantir a melhoria dos equipamentos ou produtos. As principais ferramentas são:

  • Checklist
  • Ficha de melhoramento EEM
  • MP Info
  • EPM Info

 

9. Desenvolvimento de pessoas

Uma das essências do WCM é o desenvolvimento profissional das pessoas, pois as mesmas são necessárias para a expansão dos princípios e pilares do WCM em toda a unidade fabril. 

 

Portanto, o objetivo deste pilar é garantir que as pessoas se desenvolvam e sejam treinadas para aplicar as ferramentas em uma área modelo e em seguida, expandir para outras áreas até que toda a unidade fabril esteja buscando se tornar classe mundial. 

 

O método de implementação deste pilar inicia com a definição das prioridades e competências que deverão ser desenvolvidas. A melhor forma de desenvolver é alocando as pessoas em projetos mais simples e então ir aumentando o nível do desafio.  As principais ferramentas são:

  • TWTTP
  • OPL
  • Radar Chart

 

10. Ambiental

Este é o último pilar, mas não significa que você não deva priorizá-lo. Pelo contrário, é através deste pilar que você poderá conhecer, reduzir e controlar o impacto ambiental causado pelos processos produtivos da empresa e, assim, reduzir muitos de seu desperdícios. 

 

O objetivo do pilar é evitar o desperdício dos recursos energéticos e sua implementação deve ser iniciada pela definição das áreas que apresentam maiores desperdícios, através de uma investigação e medição das perdas. As principal ferramenta utilizada é:

  • Problem Solving
  • PPRA


 

E aí, já sabe por qual pilar técnico começar? 

Método de implementação do WCM

Agora que você já conhece todos os pilares e sabe como iniciar sua implementação, é muito importante que você entenda que não existe uma ordem de implementação e, também, que não é uma regra que todos sejam implementados, isso pode variar de acordo com os objetivos da organização. 

 

Para escolher qual pilar a sua organização irá implementar é necessário identificar as perdas e a partir disso, definir qual será a sua área modelo para implementação de um ou mais pilares. 

 

Muitas das ferramentas apresentadas na implementação de cada pilar técnico pode te auxiliar a identificar essas perdas e já te direcionar na implementação. 

 

Tenho uma dica para você: busque aprofundar seus conhecimentos em melhoria contínua através da metodologia Lean Manufacturing e garanta um conhecimento de como reduzir todos os desperdícios em qualquer companhia. Para te ajudar, vou deixar esse acesso gratuito ao curso de Introdução ao Lean Manufacturing.

 

Curso gratuito de Lean Manufacturing
 

Se você gostou do conteúdo, não deixe de compartilhar com seus colegas!
Em caso de dúvidas, deixe um comentário que nós iremos te responder.